protestos

“Coletes amarelos” portugueses vão protestar em 17 cidades

Protestantes em Paris, França. 15 de dezembro de 2018. REUTERS/Christian Hartmann
Protestantes em Paris, França. 15 de dezembro de 2018. REUTERS/Christian Hartmann

Os protestos vão decorrer em 17 cidades, já reveladas pela PSP. Nas redes sociais está a ser convocado o movimento "Vamos Parar Portugal".

A lista das manifestações dos “coletes amarelos” na área de atuação da PSP para sexta-feira soma 25 protestos em 17 locais das principais cidades do país, divulgou esta quinta-feira a corporação.

No comunicado a PSP avança que os locais onde poderão ocorrer constrangimentos na circulação automóvel, e que são da área da responsabilidade da polícia, são nas principais cidades do país, a começar por Lisboa, com previsão de constrangimentos na Ponte 25 de Abril, na Praça Marquês de Pombal/parlamento, junto ao Palácio de Belém e na autoestrada 8, que liga Torres Vedras a Lisboa.

No Porto igualmente constrangimentos na Via de Cintura Interna e no Nó de Francos e ainda na Avenida AEP.

Segundo o mapa divulgado pela polícia estão previstas ações ainda em Ponta Delgada, Açores, e na Rotunda do Infante, na Madeira. E em locais centrais ou de ligação nas cidades de Aveiro, Braga, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Guarda, Leiria, Santarém, Setúbal, Viana do Castelo e Viseu.

 

 

O Governo já confirmou que não abordou a temática na reunião desta quinta-feira do Conselho de Ministros, mas “segue atento” a situação, garantiu a ministra da Presidência e Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques.

“Como se disse a propósito dos professores, repito, a propósito de todas as portuguesas e portugueses, o direito de manifestação existe, desde que seja cumprido dentro da lei e de forma pacífica. É o que o Governo tem a dizer sobre essa questão”, acrescentou a ministra após a reunião.

Para sexta-feira estão a ser convocadas pelas redes sociais várias ações de protesto em todo o país num movimento chamado “Vamos Parar Portugal” e inspirado nas recentes ações de protesto em França, conhecidas como “Coletes Amarelos”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gerardo Santos/Global Imagens

Saídas para a reforma disparam 43% na função pública

Foto: DR

EDP flexibilizou pagamento de faturas no valor de 60 milhões de euros

Carteiros

CTT vão entregar cartão de cidadão em casa. Piloto arranca em Oeiras

“Coletes amarelos” portugueses vão protestar em 17 cidades