Comprar online é cada vez mais a escolha dos portugueses

O número de portugueses a fazer compras online disparou desde 2010- e nos últimos tempos a pandemia apressou a tendência. Agora já é uma prática adotada por mais de metade da população portuguesa continental, acima dos 15 anos.

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades. 56,8% da população portuguesa continental já recorre ao comércio eletrónico e 42% costuma fazê-lo pelo menos uma vez por mês. Porém, seja nas lojas físicas ou no online, para o português o mais importante continua a ser encontrar o preço mais barato.

Os dados avançados pelo Barómetro E-commerce da Marktest, baseados em entrevistas feitas a 2.262 indivíduos, entre março e maio de 2021, demonstram que são mais de 4,8 milhões de portugueses que fazem compras online - número este que mais do que duplicou ao longo da última década.

12,1% dos inquiridos admitiram efetuar compras pela internet pelo menos uma vez por semana, enquanto 42% recorrem ao comércio eletrónico mensalmente.

Ter preços mais baixos é a prioridade da maioria da população portuguesa (58,4%) quando procura algum produto ou serviço na web, para além da disponibilidade do artigo (33,2%), a familiaridade com a marca (31,7%) e os métodos de pagamento disponíveis (30,3%). Alguns inquiridos (30%) salientaram ainda terem interesse em lerem as boas avaliações dos utilizadores.

Os fatores a ter em conta durante as compras online também diferem entre os dois sexos. Enquanto as mulheres dão mais importância à familiaridade e aos métodos de pagamento a seguir ao custo, os homens valorizam sobretudo a disponibilidade dos artigos e as boas avaliações dos utilizadores.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de