EDP Distribuição instala cerca de 600 mil luminárias LED até final de 2019

Vários municípios já deram conta que pretendem ficar eles próprios com a responsabilidade total no que diz respeito à iluminação pública.

A iluminação pública em Portugal vai tornar-se mais moderna e eficiente, com a instalação de 600 mil novas luminárias LED até dezembro de 2019. Para isso, a EDP Distribuição vai investir 78 milhões de euros, no âmbito do Contrato de Concessão e Distribuição de Energia Elétrica em Baixa Tensão e no seguimento de um acordo com a Associação Nacional dos Municípios Portugueses.

Para já, e com os contratos de concessão em baixa tensão ainda nas mãos da EDP Distribuição, enquanto operador de redes em Portugal, esta função cabe à empresa, podendo esta situação alterar-se com os novos concursos que o governo quer realizar em 2020 para renovar os contratos de concessão. Vários municípios já deram conta que pretendem ficar eles próprios com a responsabilidade total no que diz respeito à iluminação pública.

Do valor total de investimento da EDP Distribuição, 56 milhões de euros foram aplicados entre 2016 e 2018, estando previsto mais 22 milhões de euros até final de 2019, "garantindo deste modo, o reforço do parque instalado em cerca 180 mil unidades, estabelecendo o número de luminárias LED a nível nacional em cerca de 600 mil", anunciou a empresa em comunicado.

Esta medida, explica a EDP, visa a substituição da iluminação pública obsoleta "com tecnologias de vapor de mercúrio e de vapor de sódio de alta pressão" por tecnologia LED "através da instalação de colunas de iluminação pública multisserviços e de um novo sistema de telegestão de luminárias que permite proporcionar condições de conforto visual, segurança de pessoas e de bens, e reduzidas necessidades de manutenção, de forma crescentemente sustentável".

A empresa estima ainda que até ao final de 2019 "mais de 20% do parque existente em Portugal continental seja constituído por luminárias LED, contribuindo para uma redução da pegada ecológica (em 40,3 mil toneladas por ano) e uma redução do consumo de eletricidade (em 80,1 milhões de kWh/ano)".

Só para 2019 e anos seguintes, a poupança estimada é de 16 milhões de euros na fatura energética dos 278 municípios portugueses, acrescenta a EDP.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de