Educação

EPIS atribui 71 bolsas sociais contra o abandono escolar

( Gonçalo Delgado/Global Imagens)
( Gonçalo Delgado/Global Imagens)

Na edição de 2018, a EPIS atribuiu 71 bolsas a 60 alunos e 8 projetos de escolas públicas e organizações, num investimento recorde de 99.600 euros.

A 8ª edição das Bolsas EPIS Empresários entregou este ano 71 bolsas sociais , distribuídas por 60 alunos e 8 projetos de escolas públicas e organizações, num investimento recorde de 99.600 euros. No total, 54 alunos estão agora inseridos no 3.º ciclo e 6 no pós-secundário, tendo sido premiados pelo bom desempenho no ano letivo 2017/2018. Estas bolsas vão garantir a continuidade do percurso académico para os próximos três anos.

Esta edição teve ainda uma nova categoria, “Jovens Especiais”, criada em parceria com o Banco Santander e a Fundação Amélia de Mello. A Associação recebeu 328 candidaturas integradas nas 19 categorias a concurso.

As Bolsas Sociais EPIS distinguem o mérito escolar de estudantes nos 9.º e 12.º anos de escolaridade que vivem em contextos socioeconómicos mais desfavorecidos, mas também as boas práticas organizativas em estabelecimentos de ensino e instituições que promovem a inclusão social de crianças e jovens carenciados e a inserção profissional de jovens com necessidades especiais. É atualmente o maior parceiro privado do Ministério da Educação e dos Governos Regionais dos Açores e da Madeira no combate ao insucesso e abandono escolar.

Entidades selecionadas

Da lista de instituições premiadas fazem parte o Centro Social 6 de Maio (Amadora), o Florinhas do Vouga (Aveiro), a Escola Secundária D. João V (Amadora), ETAP – Escola Artística e Profissional de Pombal (Pombal), o Agrupamento de Escolas de Canelas (Vila Nova de Gaia), o agrupamento de Escolas Fernando Pessoa (Lisboa), a Escola Mães d’Água (Amadora).

Foram ainda distinguidas a ComDignitatis – Associação Portuguesa para a Promoção da Dignidade Humana (Ericeira), ASTA – Associação Sócio Terapêutica de Almeida (Almeida), APPT21 – Associação Portuguesa de Portadores de Trissomia 21 (Lisboa), APSA – Associação Portuguesa de Síndrome de Asperger (Lisboa) e BIPP – Inclusão para a Deficiência (Lisboa).
Entre 2011 e 2018, a EPIS já atribuiu 269 bolsas sociais, distribuídas por 67 escolas e organizações, premiando 245 alunos e 19 projetos, com um investimento social total de 367 mil euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
16. Empregados de mesa

Oferta de emprego em alta no verão segura aumento de salários

Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (Fotografia: José Coelho/ Lusa)

Marcelo aprova compra do SIRESP. Governo fica com “acrescidas responsabilidades”

draghi bce bancos juros taxas

BCE volta a Sintra para o último Fórum com Draghi na liderança

Outros conteúdos GMG
EPIS atribui 71 bolsas sociais contra o abandono escolar