Google em tribunal por ofuscar sites de concorrentes

A plataforma rival do YouTube, Rumble, está a processar a Google em pelo menos 2 mil milhões de dólares (1,6 mil milhões de euros).

A plataforma canadiana de partilha de vídeos, Rumble, entrou com um processo contra a Alphabet - dona da Google e do Youtube - alegando que a gigante tecnológica está a manipular injustamente o seu algoritmo de pesquisa para dar preferência aos vídeos do Youtube.

A juntar a esta alegação, incluem também a injusta prioridade que é dada à plataforma Youtube com a sua pré-instalação em telemóveis com sistema operativo Android.

"O Google, através do seu mecanismo de busca, foi capaz de desviar indevidamente grande parte do fluxo para o YouTube, privando a Rumble de tráfego adicional, usuários, uploads, conhecimento da marca e receita que teria recebido de outra forma", contesta a empresa, citada pelo Business Insider.

Esta acusação soma-se agora à longa lista de casos de práticas anticoncorrenciais de que a dona da Google tem vindo a ser alvo e que tem chamado a atenção das autoridades dos Estados Unidos - que avançaram no último trimestre de 2020 com mais um processo contra a empresa -, de legisladores da União Europeia e concorrentes de mercado.

Neste processo, a plataforma sediada no Canadá afirma que a Google "intencional e ilegalmente criou e manteve um monopólio no mercado de plataformas de partilha de vídeos online de pelo menos duas maneiras".

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de