Coronavírus

Itália já ultrapassou os 7.500 mortos. Em 24h houve mais 683 vítimas

Itália.  EPA/ANGELO CARCONI
Itália. EPA/ANGELO CARCONI

Os registos a virem de Itália continuam a ser negros, com o número de mortos a superar há uma semana os 600 por dia e o país a atingir os 7 mil

Nas últimas 24 horas houve o registo oficial de mais 683 vítimas mortais em Itália. O país europeu não só já duplica o número de mortes da China, como continua a crescer diariamente com valores acima dos 600 mortos desde quinta-feira passada.

No total, o registo da Proteção Civil do país indica que são agora 7.503 mortes e 74.386 os casos de pessoas com Covid-19 – nas últimas 24 horas contam-se ainda mais 5.210 infetados, o que é uma redução face o número dos últimos dias.

Veja o Mapa interativo que mostra a propagação do coronavírus pelo mundo

Desde quinta-feira passada que Itália é o país do mundo com mais mortes devido ao surto do novo coronavírus a nível mundial, superando na altura a China.

Como indicámos ontem, as autoridades italianas estão a perder a paciência para o estilo de vida social – o dolce fare niente – que muitos italianos ainda tentam ter em algumas localidades, daí que comecem a fazer apelos cada vez mais agressivos, isto além dos militares já estarem no terreno a tentar fazer cumprir o bloqueio imposto no país.

LEIA AQUI TODA A COBERTURA SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
dbrs-1060x594

DBRS mantém rating de Portugal em ‘BBB’ e perspetiva estável

O primeiro-ministro, António Costa, intervém durante a cerimónia de assinatura de declaração de compromisso de parceria para Reforço Excecional dos Serviços Sociais e de Saúde e lançamento do programa PARES 3.0, no Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, em Lisboa, 19 de agosto de 2020. ANDRÉ KOSTERS/LUSA

“Na próxima semana podemos chegar aos 1000 casos por dia”, avisa Costa

App Stayaway covid

App Stayaway Covid perto do milhão de downloads. 46 infetados enviaram alertas

Itália já ultrapassou os 7.500 mortos. Em 24h houve mais 683 vítimas