Marcelo Rebelo de Sousa cancela comemorações do 10 de junho

Devido à pandemia, o Presidente da República decidiu cancelar as comemorações do 10 de junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas

Marcelo Rebelo de Sousa decidiu cancelar as comemorações do dia 10 de junho, pelo menos nos moldes como habitualmente decorrem, devido à pandemia de covid-19. Segundo avança o jornal Público, a Presidência da República já terá informado as autoridades regionais e da República de que as cerimónias do 10 de junho de 2020 serão canceladas.

Marcelo Rebelo de Sousa terá enviado uma carta às entidades responsáveis pela cerimónia deste ano, que estava marcada para a Madeira e África do Sul. Assim, o Presidente terá enviado uma carta ao presidente do Governo Regional, ao presidente da assembleia legislativa da Madeira, ao presidente da Câmara do Funchal, ao representante da República, ao primeiro-ministro e ainda ao presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues.

“Considerando as circunstâncias atuais da pandemia Covid-19, cujos efeitos se vão ainda estender por largas semanas, vejo-me constrangido a decidir a anulação das comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, que estavam previstas no mês de junho, para o Funchal e junto das comunidades portuguesas na África do Sul", terá escrito Marcelo Rebelo de Sousa na carta enviada a Ferro Rodrigues, indica o Diário de Notícias Madeira. "Lamento tal decisão, mas a situação atual a isso exige”.

Em anos anteriores, as cerimónias de comemoração do Dia de Portugal, Camões e das Comunidades já foram realizadas em Lisboa e Paris (2016), no Porto, Rio de Janeiro e São Paulo (2017), nos Açores e EUA (2018) e em Portalegre e Cabo Verde (2019).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de