Tempestade

Governo diz estar a acompanhar mau tempo com técnicos “prontos a intervir”

Porto, 19/12/2019 - Depressão Elsa deixou rasto de destruição em 24 horas de chuva e ventos fortes. 

(Leonel de Castro/Global Imagens)
Porto, 19/12/2019 - Depressão Elsa deixou rasto de destruição em 24 horas de chuva e ventos fortes. (Leonel de Castro/Global Imagens)

"O Ministério da Agricultura está a acompanhar a evolução da depressão "Elsa" e os efeitos da mesma no território nacional", assegurou o Governo.

O Ministério da Agricultura garantiu hoje estar a acompanhar a evolução da depressão “Elsa”, sublinhando que os técnicos das Direções Regionais de Agricultura e Pescas (DRAP) estão “prontos a intervir” no levantamento dos prejuízos.

De acordo com o ministério liderado por Maria do Céu Albuquerque, os técnicos das DRAP “estão prontos a intervir” no levantamento dos prejuízos e na avaliação da situação, para garantir “a ativação dos mecanismos de apoio aos agricultores”, caso seja necessário.

Cerca de 1.800 ocorrências foram registadas em Portugal continental entre quarta-feira e as 12:00 de hoje devido ao mau tempo, sendo os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro e Viseu os mais afetados, segundo a Proteção Civil.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil alertou na quarta-feira a população para o agravamento das condições meteorológicas, com precipitação forte e persistente, vento forte nas terras altas e agitação marítima forte em toda a costa.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu para a tarde de hoje o aviso vermelho, o mais grave, para os distritos de Viseu, Guarda, Castelo Branco, Aveiro, Coimbra, Braga, Porto, Vila Real e Viana do Castelo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

1400 empresas já pediram para aderir ao novo lay-off, apoios só a 28 de abril

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (MANUEL DE ALMEIDA/LUSA)

Marcelo. “Não se pode esperar um, dois, três meses por respostas europeias”

coronavírus em Portugal (covid-19) corona vírus

140 mortos e 6408 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Governo diz estar a acompanhar mau tempo com técnicos “prontos a intervir”