Óbito

Morreu o ex-ministro Álvaro Barreto

Álvaro Barreto
( Natacha Cardoso/ Global Imagens )
Álvaro Barreto ( Natacha Cardoso/ Global Imagens )

O ex-ministro do PSD Álvaro Barreto morreu hoje aos 84 anos, confirmou o partido

O antigo ministro estava internado há vários meses num hospital em Lisboa. A notícia foi inicialmente divulgada pelo jornal Público e confirmada entretanto pelo PSD. As cerimónias fúnebres vão decorrer na Igreja do Campo Grande.

Álvaro Barreto foi ministro de seis governos constitucionais, liderados por Mota Pinto, Sá Carneiro, Pinto Balsemão, Mário Soares, Cavaco Silva (duas vezes) e Pedro Santana Lopes.

Francisco Pinto Balsemão e Álvaro Barreto à chegada ao aeroporto da Portela em 1981 (Arquivo JN)

Francisco Pinto Balsemão e Álvaro Barreto à chegada ao aeroporto da Portela em 1981
(Arquivo JN)

Engenheiro de formação, Barreto iniciou-se na política em 1978, ano em que exerceu, pela primeira vez, funções governativas, ao ser nomeado Ministro da Indústria e Tecnologia do primeiro governo de iniciativa presidencial de António Ramalho Eanes, o IV Governo Constitucional – Carlos Alberto da Mota Pinto era o primeiro-ministro.

A última experiência governativa foi em 2004, quando Pedro Santana Lopes o escolheu para assumir o cargo de Ministro de Estado, da Economia e do Trabalho do XVI Governo Constitucional – uma experiência que durou poucos meses, com as eleições antecipadas que viriam a colocar José Sócrates da liderança do país.

Segue-se a lista de funções governamentais exercidas:

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, em declarações à comunicação social após a sessão de apresentação sobre a “Situação epidemiológica da Covid-19 em Portugal”, realizada no Infarmed, em Lisboa, 24 de março de 2020. RODRIGO ANTUNES/LUSA

“Impõe-se manter as medidas de contenção”, diz Marcelo

Foto: DR

Eletricidade. Fatura das famílias pode sofrer agravamento de quase 70%

Aviao TAP

Oficial: TAP avança para lay-off de 90% dos trabalhadores

Morreu o ex-ministro Álvaro Barreto