Nota da Direção: Ataque informático resolvido

O Dinheiro Vivo terá sido alvo de pirataria este domingo, num caso semelhante a outros de nível internacional em que os hackers terão utilizado a capacidade de cálculo dos computadores para lucrarem em criptomoedas.

No caso, terão pirateado a área de informação que divulga o índice PSI-20.

O Dinheiro Vivo refuta este tipo de pirataria informática e garante aos leitores que não está em causa qualquer risco para os utilizadores. Mais: por precaução foi desactivada essa zona do site, estando portanto o tema já devidamente debelado. A investigação ao caso prossegue.

Pirataria noutros países

Outros casos internacionais foram revelados em setembro. Nessa altura,

alguns sites, como por exemplo o The Pirate Bay, que armazena filmes e músicas piratas, 'sequestram' o computador dos utilizadores para "minerar" criptomoeda, semelhantes à famosa Bitcoin.

A ideia passava por essas mesmas páginas terem um código em Javascript que depois é passado para os computadores ou telefones dos utilizadores.

Aí os processadores dos utilizadores foram utilizados para solucionar cálculos matemáticos, que depois do processo estar concluído garantirá as tais criptomoedas. Ou seja, o que é usado é a capacidade de cálculo do computador. “Os sites de jogos e vídeos são mais utilizados em termos deste tipo de recursos. São utilizados durante mais tempo pelos utilizadores, pelo que estes também não percebem que estão a ser usados", disse ao The Guardian uma analista. Os especialistas em segurança comparam este tipo de operações à de instalar malware nos computadores dos internautas sem autorização.

Recordamos aqui uma das notícias desse caso internacional.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de