Justiça

Ronaldo paga 365 mil euros para ficar sem cadastro

Portugal's soccer player Cristiano Ronaldo arrives with his girlfriend Georgina Rodriguez to appear in court on a trial for tax fraud in Madrid, Spain, January 22, 2019. REUTERS/Susana Vera - RC1B275EAD70
Portugal's soccer player Cristiano Ronaldo arrives with his girlfriend Georgina Rodriguez to appear in court on a trial for tax fraud in Madrid, Spain, January 22, 2019. REUTERS/Susana Vera - RC1B275EAD70

Ao pagar 365 mil euros de multa para não cumprir uma pena de prisão de dois anos Cristiano Ronaldo fica livre dos processos em Espanha

Cristiano Ronaldo reconheceu a culpa em quatro crimes de fraude fiscal num tribunal de Madrid, cometidos entre 2011 e 2014, e foi condenado a uma pena de prisão de dois anos, substituída por multa de 365 mil euros. O avançado internacional português não terá de cumprir a pena, porque a Justiça espanhola não torna efetivas penas de prisão inferiores a 24 meses quando os acusados não têm antecedentes criminais, mas esta decisão poderá ter implicações nos títulos honoríficos que recebeu.

Apesar de esta decisão do tribunal espanhol não implicar a perda automática da Ordem do Infante D. Henrique de Portugal (recebida em 2014) e da Grã Cruz da Ordem do Mérito (atribuída após a vitória no Europeu de 2016) – só se aplica a penas de prisão superiores a 36 meses – a conduta do capitão da Seleção e jogador da Juventus pode vir a ser analisada à luz do ponto 1 do artigo 54.º da Lei das Ordens Honoríficas. O qual refere que quem recebe as condecorações têm de “prestigiar Portugal em todas as circunstâncias”, “regular o seu procedimento, público e privado, pelos ditames da virtude e da honra” e a “dignificar a sua Ordem por todos os meios e em todas as circunstâncias”.

Leia a notícia completa no Diário de Notícias.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Greve de motoristas de matérias perigosas parou o país, em abril. 
(MÁRIO CRUZ/LUSA

Nova greve dos camionistas dia 12. Pré-aviso já foi entregue

Assunção Cristas e Bruno Bobone, na sede da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, nos Restauradores
(ANTÓNIO COTRIM/LUSA)

Cristas apela a empresários para darem mais força à oposição

Assunção Cristas e Bruno Bobone, na sede da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, nos Restauradores
(ANTÓNIO COTRIM/LUSA)

Cristas apela a empresários para darem mais força à oposição

Outros conteúdos GMG
Ronaldo paga 365 mil euros para ficar sem cadastro