EDP já contratou 16 trainees para a primeira fornada do programa de formação

Pela primeira vez, a EDP lança um programa de trainees integrado, com direito a formação e acompanhamento por tutores e mentores. Inicialmente aberto a 12 jovens, "a qualidade dos candidatos era tão boa" que a EDP acabou por chamar 16 para inaugurarem o projecto, como explicou Maria João Martins diretora de recursos humanos da empresa.

O programa começou este mês e vai acompanhar os jovens ao longo dos próximos dois anos. Inês Amaral, 23, é uma das jovens selecionadas para integrar o novo programa. Apesar de já estar efectiva e a trabalhar na área de estudos, gestão, sentiu que não perdia nada em tentar um novo projecto. "Se não arriscar agora que sou nova nunca vou fazê-lo", afirma. "Não tenho aversão ao risco e apesar de já estar a trabalhar a possibilidade de inserção no grupo EDP pesou muito na escolha".

É uma das 16 que vão passar pelos vários segmentos de negócio da EDP, algo inédito nos programas de trainee da empresa. Nos 20 meses em que vão estar no Grupo terão oportunidade de conhecer todos os segmentos, integrar projectos e negócios e vão ainda estudar na Universidade EDP, o setor de formação para colaboradores, que agora também os vai receber e ensinar.

Sadik Saygi, um dos três estrangeiros que vão integrar este grupo (a que se juntam uma chinesa e uma romena), "não sabia que o programa também incluía a Universidade EDP" mas ficou ainda mais motivado quando, depois de uma difícil selecção descobriu que poderia complementar a sua formação com a ajuda dos profissionais que integram a empresa. "Estou à espera de um grande desafio. Eu gosto deste país, já tinha feito Erasmus em Portugal, e quando a licenciatura terminou vim para cá fazer o mestrado no Técnico. Já estou em Portugal desde 2009 e espero continuar por cá", diz o turco num português bem falado.

Serão 20 meses, com passagem por várias áreas, e no fim os três melhores poderão ir para o estrangeiro para aperfeiçoar o que já aprenderam. Entretanto todos serão integrados em equipas, acompanhados por um mentor e um tutor, e remunerados tal como um colaborador que entra na EDP pela primeira vez. "Gostava muito de agarrar a oportunidade no estrangeiro, já estive na Polónia em Erasmus, mas gostava de poder fazê-lo no trainee", diz Vanessa Chamorrinha, outra das jovens seleccionadas.

Ainda que a experiência possa não chegar, Vanessa sabe que "durante um ano tenho uma coisa certa e isso faz toda a diferença". Não é a primeira vez que está na EDP, mas o trainee surgiu como uma brincadeira que se tornou realidade. Depois de um estágio remunerado no Grupo, que terminou em Junho, Vanessa candidatou-se ao programa de trainee, "foi um processo interessante mas muito exigente, fomos a sete entrevistas e de 3000 só ficámos 16", lembra com orgulho e "vontade de trabalhar".

Os jovens seleccionados têm todos um mestrado completo, pertencem a áreas diversas que vão desde a engenharia à gestão, e idades compreendidas entre os 22 e os 27 anos. Nos 20 meses na EDP, 12 são de estágio e 8 de contrato. As próximas duas semanas são de recepção, e o trabalho começa logo depois. Na cerimónia de abertura, o presidente da EDP, António Mexia, falou para os novos membros: "Devem estar contentes porque começaram um projecto com 3000 pessoas e são agora 16. Hoje há concorrência em tudo. O reality show dita que fica e quem sai; está subentendido quem ganha e quem perde e isto alargou-se a tudo. São 16 em 3000 e isso é muito bom", disse.

CandidaturasAs candidaturas ao EDP Trainee Program são feitas através do site da EDP, onde pode acompanhar as novas datas para o próximo programa.

Se já está registado no site da EDP, basta atualizar a candidatura e associar-se ao EDP Trainee Program alterando o "Tipo de Candidatura" para "trainee".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de