IKEA. Fundador doou metade da fortuna à solidariedade

Ingvar Kamprad, criador do império IKEA, doou 19 mil milhões de euros para a criação de emprego e condições de vida no norte da Suécia.

Era o homem mais rico da Suécia e o dono da oitava maior fortuna mundial. Ingvar Kamprad, o fundador do IKEA, morreu a 27 de janeiro deste ano e deixou na sua conta bancária 362 mil milhões de coroas suecas, o equivalente a 38 mil milhões de euros. E parte desse montante já tem um destinatário definido.

De acordo com a investigação feita pelo Dagens Nyheter, Kamprad escreveu, no seu testamento, que metade da sua fortuna deverá ser usada para fins solidários nacionais, mais concretamente a revitalização da Norlândia, no norte da Suécia, e do seu setor empresarial.

 

Leia também Ikea ganha mais um rival na venda de móveis

 

No documento, escrito em 2014, e a que a publicação sueca teve acesso, o empresário sueco especificou que cerca de 19 mil milhões de euros devem ser doados à FKS Foundation, que terá a missão de criar emprego naquela parte do país e, com isso, atrair as gerações mais jovens para lá viver.

"O Ingvar sempre teve uma paixão pela Norlândia e costumava visitar a região. Ele queria criar as condições necessárias para que as pessoas pudessem lá viver, sem ter de sair no futuro", explicou o diretor da fundação, Per Heggenes.

A outra metade da fortuna será equitativamente distribuída pelos quatro filhos do empreendedor: Peter, Jonas, Mathias e Annika.

 

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de