Imobiliário

Vanguard Properties investe 280 milhões em projeto imobiliário no Jamor

Foto: Vanguard Properties
Foto: Vanguard Properties

Está previsto também ter um hotel com 150 quartos, um ‘apart-hotel’ com 400 unidades, bem como um edifício de comércio e serviços.

A Vanguard Properties vai investir 280 milhões de euros no projeto imobiliário Foz do Tejo, localizado no Alto da Boa Viagem, no Jamor, no concelho de Oeiras, revelou o promotor especializado no segmento de luxo imobiliário.

O projeto, que integra o OIC (Organismo de Investimento Coletivo) com a denominação “Foz do Tejo – Fundo de Investimento Imobiliário Fechado”, administrado pela Insula Capital, terá cerca de 400 unidades residenciais e 25 moradias unifamiliares e aproximadamente 28.000 metros quadrados (m2) de escritórios e de comércio, refere a Vanguard Properties em comunicado.

Está previsto também ter um hotel com 150 quartos, um ‘apart-hotel’ com 400 unidades, bem como um edifício de comércio e serviços.

A construção das infraestruturas do projeto deverá iniciar-se até julho deste ano e terá uma duração de 18 meses, sendo que neste período começarão a construir-se alguns dos edifícios, nomeadamente, residenciais.

A conclusão do projeto está prevista acontecer no prazo de cinco anos, incluindo também um centro desportivo internacional e de eventos, com campos de ténis, padel, ginásio e outros desportos, lê-se no comunicado.

Este empreendimento vai desenvolver-se num terreno com cerca de 30 hectares de área de implantação, situado entre o Parque Desportivo do Jamor (oeste), Cidade do Futebol (norte) e a marginal (sul), onde a soma das áreas verdes privativas e do domínio público ocuparão mais de 94% da área do loteamento.

O projeto será subdividido em duas áreas, sendo que na primeira, no Alto do Farol, serão construídas um conjunto de moradias unifamiliares, recuperado um palacete do século XIX e ainda desenvolvidos um conjunto de edifícios de baixo perfil, residenciais, comércio e serviços.

Na segunda, no Alto do Rio, vão ser construídas três torres residenciais de dezoito pisos, um hotel e um ‘apart-hotel’, sendo que as tipologias previstas para o Foz do Tejo vão de T2 a T6, com alguns apartamentos em ‘penthouse’ nos últimos pisos.

“O projeto da responsabilidade da equipa de projetistas da Saraiva + Associados aposta numa construção que respeita o ambiente e a paisagem, com o mínimo impacto em termos construtivos”, lê-se no comunicado.

A meio do empreendimento, a oeste (sentido sul-norte) será construída uma nova acessibilidade que permitirá o acesso direto às vias rodoviárias, nomeadamente a autoestrada A5, e junto à marginal vai ser melhorada a acessibilidade.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gerardo Santos/Global Imagens

Economia portuguesa afunda 16,3% entre abril e junho

Visitantes na Festa do Avante.

Avante!: PCP reduz lotação a um terço, só vão entrar até 33 mil pessoas por dia

covid 19 portugal casos coronavirus DGS

Mais 235 infetados e duas mortes por covid-19 em Portugal. Números baixam

Vanguard Properties investe 280 milhões em projeto imobiliário no Jamor