Tecnologia

Depois deste vídeo vai deixar de usar o telemóvel ao volante

A carregar player...
Depois deste vídeo vai deixar de usar o telemóvel ao volante

Nova atualização de software da Apple vai permitir desligar notificações quando percebe que o utilizador está ao volante

Já lhe aconteceu fazer algo embaraçoso porque estava demasiado ocupado a olhar para o telemóvel? Quer seja para responder a uma mensagem de um amigo, quer seja a falar com um familiar pelo Live Video Streaming, utilizar o telemóvel enquanto está na rua pode fazer-lhe passar por situações caricatas. A situação muda de figura quando está ao volante de um carro.

A solução da Apple para evitar acidentes rodoviários

Para evitar a tentação de utilizar o telemóvel enquanto está a conduzir, a Apple arranjou uma solução. Na próxima atualização do software iOS11, a marca irá disponibilizar aos utilizadores do iPhone um serviço que permite desligar as notificações quando percebe que o utilizador está ao volante de um automóvel.

O serviço também conseguirá informar todos aqueles que o contactem, ao enviar uma mensagem automática que diz: “Estou a conduzir com o serviço ‘não perturbar’ ativado. Vejo a mensagem assim que chegar ao meu destino”.

Dessa forma, todas as notificações são desligadas – uma solução criada para combater a tentação e evitar os acidentes rodoviários.

Ao anunciar a nova versão do sistema operativo da Apple (com estreia marcada para o outono) o vice-presidente de engenharia de software da marca, Craig Federighi, disse que esta nova funcionalidade existe “para manter a atenção dos condutores na estrada. Quando se conduz um automóvel, a principal responsabilidade não é a de responder às mensagens. Na verdade, ninguém precisa de as ver enquanto conduz”.

Mas, e se o assunto for urgente? A verdade é que a Apple pensou em tudo e enviará a todos aqueles que contactem o condutor uma mensagem que diz “se o assunto for urgente, responda com a palavra urgente”. Dessa forma, a mensagem original do remetente é enviada ao condutor.

Resta esperar que a maioria dos remetentes não respondam à mensagem automática da Apple com a palavra “urgente”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Tiago Melo

Crédito chega às famílias mas nunca foi tão baixo para as empresas

Francisco de Lacerda, CEO dos CTT

Especuladores têm aposta de 35 milhões na queda das ações dos CTT

Foto: DR

Luta pelos cargos de topo do BCE aquece. Espanha favorita no primeiro round

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Depois deste vídeo vai deixar de usar o telemóvel ao volante