Inovação nas nossas Vidas

Eficiência energética: uma solução, vários modelos

GettyImages-928143674 (1)

Especialmente vocacionadas para um consumo de energia elétrica mais racional, as soluções tecnológicas de eficiência energética permitem poupanças até 25%.

Alarmes que são enviados para o e-mail ou telemóvel se o sistema de ar condicionado ficou ligado ou se há uma avaria num aparelho industrial, com o espoletar de ações consequentes, fazem hoje parte da realidade de empresas e particulares. Nos últimos anos, a PT Empresas tem aperfeiçoado soluções tecnológicas que garantem uma maior eficiência energética, ao mesmo tempo que potenciam consumos mais conscientes.

“A primeira solução que lançámos foi pensada para empresas já de alguma dimensão, com um consumo energético superior aos mil euros mensais, e permite a monitorização constante de todos os consumos reais”, recorda Mário Sousa, da direção de produto da PT Empresas.

O sistema está preparado não só para detetar todo o consumo que fuja ao padrão como, em versões mais avançadas, identificar a causa da anomalia, quer seja o sistema de ar condicionado que ficou ligado por esquecimento, quer seja uma máquina industrial que entrou em avaria e está, por isso, a consumir mais energia. “Numa habitação, por norma o consumo energético é muito mais baixo durante o dia, aumenta à noite e reduz de novo a partir da meia-noite. Se estes consumos sofrem uma alteração significativa, por exemplo, porque o ar condicionado ficou ligado durante todo o dia – ou toda a noite, no caso das empresas – é imediatamente acionado um alerta”, explica.

Além da possibilidade de alerta, estas soluções permitem também acionar um conjunto predeterminado de respostas, quer de forma automática – por exemplo, desligar o ar condicionado – quer após verificação in loco.

“Começámos por soluções complexas maiores, e criámos depois uma solução mais pequena – com menos funcionalidades e também menos customizada – e mais barata, adaptada a empresas de menor dimensão. A mesma solução tem várias possibilidades de aplicação”, afirma Mário Sousa, que destaca a redução do consumo energético – superior a 25% – associado a este tipo de sistemas.

“Esta é uma tecnologia bastante madura quando comparada com outras mais emergentes aplicadas, por exemplo, em soluções de telemetria da água”, explica Inês Ferreira, responsável de IoT da PT Empresas. Neste caso, trata-se de uma solução ligada às várias fases do quadro elétrico, que pode medir quer o consumo global, quer os vários circuitos do edifício em que está instalada. “Quantos mais circuitos tiver, mais fina será a monitorização. Os equipamentos são acoplados a estes circuitos elétricos, conseguem fazer esta medição e reportá-la remotamente a um servidor. Já o cliente tem acesso a uma página com todos os dados. Além disso, tal como todas as soluções IoT, existe um portal alternativo onde é igualmente possível aceder a todas as informações”, explica a responsável.

Por seu turno, Mário Sousa sublinha a importância deste tipo de sistemas para a mudança de comportamentos. “A partir do momento em que é instalado, acaba também por potenciar uma maior consciencialização para um uso mais inteligente dos aparelhos. Isso nota-se, nomeadamente através da mudança dos padrões de utilização e consequente redução dos consumos”, refere o responsável.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Assembleia da República. Fotografia: António Cotrim/Lusa

Gestores elegem medidas para o novo governo

TVI

Cofina avança com OPA sobre 100% da Media Capital por 180 milhões

Entrevista DV/TSF com secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.
Fotografia: PAULO SPRANGER/Global Imagens)

Ana M. Godinho: “É preciso um compromisso de valorização e subida de salários”

Outros conteúdos GMG
Eficiência energética: uma solução, vários modelos