EurAfrican Forum

EurAfrican Forum em Cascais para aproximar África e a Europa

ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA
ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Duas dezenas de líderes europeus e africanos do mundo empresarial, político e da sociedade civil participamno 1.º EurAfrican Forum, em Cascais.

Duas dezenas de líderes europeus e africanos do mundo empresarial, político e da sociedade civil participam hoje no 1.º EurAfrican Forum, em Cascais, arredores de Lisboa, com o objetivo de criar confiança e construir pontes entre os dois continentes.

O evento, organizado pelo Conselho da Diáspora Portuguesa, pretende contribuir para um futuro “próspero e sustentável” em África e na Europa, aproveitando sinergias e promovendo oportunidades de negócio com benefícios mútuos, valorizando sobretudo as novas gerações, de acordo com a organização.

O ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, vai moderar um painel institucional sobre as perspetivas políticas para as relações futuras entre Europa e África, em que participam representantes de Angola, Cabo Verde, Argélia, Senegal e Tunísia, entre outros países.

A realização do encontro em Cascais “evidencia e reforça o papel de Portugal como ponte privilegiada entre a Europa e África”, segundo um comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros português.

O presidente do Conselho da Diáspora Portuguesa, Filipe de Botton, adiantou que vão estar também em destaque questões como a partilha de recursos e infraestruturas entre os dois continentes, de forma a criar um “efeito multiplicador” e gerador de riqueza, a “aceleração da quarta revolução industrial em Árica e a promoção das “diásporas africanas”.

Entre os oradores contam-se Mariéme Jamme, fundadora de I Am The Code; Sophia Bekele, presidente da CBS International e fundadora e diretora executiva da DotConnectAfrica; Kola Karim, fundador e presidente do Shoreline Group; Hitesh Anadkat, presidente do First Merchant Bank; Saran Kaba Jones, fundadora e presidente da Face Africa e Manuel Mota, presidente da Mota-Engil África, entre outros.

O fórum é presidido pelo ex-primeiro-ministro português, ex-presidente da Comissão Europeia e atual presidente não executivo do banco Goldman Sachs, José Manuel Durão Barroso.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Paulo Azevedo, Chairman e Co-CEO da Sonae, e Ângelo Paupério, Co-CEO da Sonae.

(Leonel de Castro / Global Imagens)

Sonae SPGS com lucros de 200 milhões até setembro

Veículos estacionados no porto de Setúbal, durante a greve dos estivadores precários, em Setúbal, 14 de novembro de 2018. Em causa está um diferendo laboral desencadeado por um grupo de estivadores precários e a empresa de trabalho portuário Operestiva, que afeta várias empresas, entre as quais a Autoeuropa. ANDRÉ AREIAS/LUSA

Setúbal: Operestiva disposta a negociar se estivadores voltarem ao trabalho

Primeira-ministra Theresa May, 14 de novembro de 2018. EPA/FACUNDO ARRIZABALAGA

Brexit: May consegue apoio do Governo e aprova rascunho do acordo final

Outros conteúdos GMG
EurAfrican Forum em Cascais para aproximar África e a Europa