Exposição Ver do Bago celebra cultura do vinho

A Rota do Românico é um projeto turístico-cultural que reúne 58 monumentos e dois centros de interpretação, distribuídos por 12 municípios dos vales do Sousa, Douro e Tâmega.

"Entre os denominadores comuns dos concelhos que integraram a Rota do Românico, um dos mais fortes é, sem dúvida, o vinho verde", disse José Augusto Costa, Interprete do Património. Até meados do próximo ano, três eventos vão unir ainda mais o território com uma trindade de eventos que começam com a exposição Ver do Bago. Primeiro em Baião, com o Ver Do Bago nos Mosteiros. "A plantação da vinha, a fixação das pessoas e o comércio são os principais temas da exposição", frisou ainda José Augusto Costa. A segunda exposição, em Penafiel, marcada para final de setembro, "permitirá o Ver do Bago nos santos como S. Martinho, S. Vicente e Santiago". A última mostra chegará a Lousada já em 2022 e versará sobre "o vinho e a eucaristia". A Rota é a protagonista e coautora desta viagem em que o território é a ideia e a cultura o instrumento, propondo um ciclo de três exposições que celebra a relação material e simbólica entre a vinha e a paisagem cultural e humana dos vales do Sousa, Douro e Tâmega.

"Através da vinha e do vinho é possível conhecer o património. Como é um unificador da região, o vinho está patente na arte e foi decisivo para o comércio entre a região e Flandres, por exemplo. Dos monumentos, à arte sacra, o vinho e a vinha estão presentes em tudo", explica José Augusto Costa.
A primeira exposição deste ciclo, chamada Ver do Bago nos Mosteiros, mostra-nos, a partir do Mosteiro de Santo André de Ancede, o diálogo entre escultura, pintura e arqueologia, num roteiro interpretativo que evidencia a importância que a cultura da vinha e o consumo do vinho tiveram em todos os momentos da vida destas gentes.

Em quatro espaços expositivos totalmente distintos - o Rio, o Mosteiro, a Adega e o Lagar - será possível conhecer peças, como o tesouro nacional que é o tríptico de São Bartolomeu, só exposto há quase um século (Exposição do Mundo Português, anos 40 do século XX), e experimentar duas experiências imersivas. O visitante poderá ainda folhear, ler e coescrever um livro digital interativo, que começa, nesta exposição, a ser construído e que só terminará com o fim do ciclo das três exposições, daqui a mais de um ano.

Exposição Ver do Bago nos Mosteiros

Até 12-09-2021
Mosteiro de Santo André de Ancede, em Baião
De quarta-feira a domingo das10.30-13.30 e 14.30-18.00

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de