Fundação da Juventude

Mostra de Jovens Empreendedores dá a conhecer as melhores ideias de negócio

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Mostra Nacional de Jovens Empreendedores, organizada pela Fundação da Juventude reúne as 55 melhores ideias de negócio

A Alfândega do Porto acolhe até dia 7 os melhores 55 projetos de alunos do secundário e universitário, selecionados para a 1ª Edição do Concurso Nacional de Jovens Empreendedores, organizada pela Fundação da Juventude. A competição será entre duas categorias distintas: os melhores projetos desenvolvidos por jovens do Ensino Secundário e Profissional e uma outra categoria que envolve jovens universitários, com idades compreendidas entre os 18 e 25 anos.

“A ideia desta iniciativa surgiu do sucesso da mostra de ciência, uma solução que poderíamos replicar para o empreendedorismo”, revelou Sónia Ferreira, uma das responsáveis pela organização. O concurso foi lançado em março, “e recebemos 75 projetos que foram avaliados por um júri para chegarmos aos 55, que era o máximo previsto para a exposição”, acrescenta Cristina Lencart, também da organização.

A competição envolve projetos de norte a sul do país. O Porto foi o distrito que mais projetos colocou em concurso (14), seguindo-se Lisboa e Aveiro com 6 projetos, Coimbra e Faro com 5, Braga e Viseu com 2. Os distritos de Castelo Branco, Bragança, Guarda, Portalegre e Vila também participam com um projeto, assim como a ilha de S. Miguel, nos Açores. “As participações estão muito equilibradas, entre secundário e universitário e raparigas e rapazes. Envolve cerca de 140 participantes, orientados por mais de 35 professores de cerca de 40 instituições de ensino.

Para Ricardo Carvalho, Presidente Executivo da Fundação da Juventude “formar toda uma nova geração de jovens empreendedores é formar uma geração de jovens com espírito de iniciativa, de criatividade, de inovação, de liderança e de resiliência, com a capacidade de acrescentarem valor à envolvente e à sociedade na qual estão inseridos. Em parte, é isto que distingue os conceitos de intrapreneurship e enterpreneurship que a sociedade civil deve exigir como uma prioridade na educação das novas gerações”.

Ricardo Carvalho diz que esta 1ª edição “superou as expectativas, com uma boa surpresa quanto à participação de jovens do secundário, o que significa que o empreendedorismo começa a ganhar na educação. Esta primeira mostra vai garantir-nos massa crítica, que permita avançar para uma segunda edição com os 100 melhores projetos”.

Prémios

Para os melhores projetos de cada uma das categorias (Ensino Secundário e Ensino Universitário) há prémios no valor total de cerca de 17.000 euros que incluem inscrições num Programa Avançado em Empreendedorismo apoiado pelo Santander Totta (destinados a distinguir os trabalhos com maior potencial do impacto económico) e vales de incubação gratuita nos Ninhos de Empresas do Porto ou Lisboa da StartUP Juventude.

Há ainda um outro prémio, atribuído pela empresa AppsFactory, que vai selecionar “as melhores aplicações com vista a trabalhar em conjunto com os jovens”, referiu Cristina Lencart, acrescentando também o prémio especial para o professor do ensino secundário.

O Concurso Nacional de Jovens Empreendedores e a Mostra Nacional de Jovens Empreendedores conta com o apoio do Santander Totta, da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e da Brisa.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Trabalhadores da Autoeuropa pararam produção a 30 de agosto pela primeira vez na história da fábrica. Fotografia: JFS / Global Imagens

Autoeuropa. Guerra dos horários termina com pré-acordo

Armando Pereira, Cláudia Goya e Michel Combes

Altice “nega que Cláudia Goya esteja de saída”

Fotografia: Alvaro Isidoro/Global Imagens

Novo Banco com prejuízo de 419 milhões de euros até setembro

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Conteúdo TUI
Mostra de Jovens Empreendedores dá a conhecer as melhores ideias de negócio