Coronavírus

Gulbenkian tem 100 mil euros para financiar ideias digitais para saúde pública

Fundação Gulbenkian
Fundação Gulbenkian

A Fundação Gulbenkian vai financiar até dez soluções digitais de implementação rápida que promovam a saúde pública.

A Fundação Gulbenkian tem um total de cem mil euros para financiar iniciativas digitais que ajudem a dar resposta à situação de pandemia de covid-19 que o país atravessa. O valor de financiamento será distribuído por até dez soluções digitais, como plataformas eletrónicas ou aplicações.

O grande objetivo desta iniciativa, que será desenvolvida através de concurso, passa por responder à pandemia causada pelo coronavírus. A Gulbenkian dá algumas indicações sobre as ideias de que está à procura e os critérios a cumprir. Para a Fundação, é importante que estas ideias possam ajudar a disseminar mensagens de saúde pública a informação fidedigna sobre a pandemia; promovam os cuidados de saúde remotos e que promovam uma boa gestão dos sintomas e da própria doença. Outros critérios envolvem ainda a mobilização de recursos e de redes de apoio. A Gulbenkian deixa ainda margem para outras ideias, desde que “satisfaçam outras necessidades – identificadas mas ainda não satisfeitas resultantes da pandemia”.

As candidaturas para este financiamento, que está enquadrado no Fundo de Emergência de cinco milhões de euros criado pela Gulbenkian para responder à pandemia, podem ser feitas até dia 2 de abril, através do site.

As soluções podem ser apresentadas tanto por entidades públicas como privadas, com ou sem fins lucrativos, sediadas em Portugal. As soluções desenvolvidas precisam de ser gratuitas, de acesso universal e também de implementação imediata.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
coronavirus turismo turistas

ISEG. Recessão em Portugal pode chegar a 8% este ano

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. JOÃO RELVAS/LUSA

Pedidos de lay-off apresentados por 33.366 empresas

coronavirus lay-off trabalho emprego desemprego

Rendimento básico incondicional? “Esperamos não ter de chegar a esse ponto”

Gulbenkian tem 100 mil euros para financiar ideias digitais para saúde pública