Tecnologia

ISEC debate questões éticas e necessidade de regulação da transformação digital

Fonte: Pixabay
Fonte: Pixabay

O Instituto Superior de Engenharia de Coimbra discute o impacto da transformação digital na sociedade esta quarta-feira.

Com temas como a inteligência artificial, automação ou robótica na ordem do dia, o Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC) debate esta quarta-feira, dia 19 de fevereiro, os desafios éticos que surgem com a inovação e desenvolvimento da tecnologia.

“Há valores a preservar na relação entre o Humano e a máquina”, ressalva António Cunha, professor catedrático e especialista em investigação ligada à transformação digital, que será orador na conferência “Engenharia e Inovação no Contexto da Transformação Digital”.

Em nota de imprensa, António Cunha, ex-reitor da Universidade do Minho, indica que o avanço tecnológico está a levantar questões éticas, que “resultam dos novos paradigmas de relacionamento entre os humanos e as máquinas: a fronteira entre o humano e o tecnológico será cada vez mais difusa”.

Para o professor catedrático, é necessário que a regulação acompanhe o panorama de desenvolvimento tecnológico. “A regulação corre o risco de andar sempre atrás da realidade. Construir um quadro regulamentar, tanto em Portugal como na Europa, é um processo moroso e de consulta alargada. O modo como regulamentamos terá de ser mais proativo, diferente do que tem vindo a acontecer”, explica.

Além das discussões éticas, António Cunha destaca ainda que a tecnologia implicará ainda debates políticos e novos sistemas educativos, que sejam capazes de aprofundar e discutir conceitos da tecnologia.

A conferência do ISEC dedicada à transformação digital está integrada no ciclo de conferências Excelência XXI, que decorrerá até abril de 2020.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

1400 empresas já pediram para aderir ao novo lay-off, apoios só a 28 de abril

Antonoaldo Neves, presidente executivo da TAP. Fotografia: Adelino Meireles/Global Imagens

TAP também vai avançar com pedido de layoff

Veículos da GNR durante uma operação stop de sensibilização para o cumprimento do dever geral de isolamento, na Autoestrada A1 nas portagens dos Carvalhos/Grijó no sentido Sul/Norte, Vila Nova de Gaia, 29 de março de 2020. MANUEL FERNANDO ARAÚJO/LUSA

Mais de 80 detidos e 1565 estabelecimentos fechados

ISEC debate questões éticas e necessidade de regulação da transformação digital