Revolução 4.0

Lacuna de competências como ameaça para o setor

Jorge Portugal director-geral da COTEC Portugal - Associação empresarial para a Inovação.
(Artur Machado / Global Imagens)
Jorge Portugal director-geral da COTEC Portugal - Associação empresarial para a Inovação. (Artur Machado / Global Imagens)

Jorge Portugal, diretor-geral da COTEC Portugal, alerta para os perigos da não formação e avança com as várias opções disponíveis.

Quais as funções mais afetadas pela necessidade de reskill trazida pelo BIM?

Na prática, a adoção de novos métodos de construção apoiados em tecnologias como o BIM, otimização automática, fabricação off-site e robótica colaborativa vai exigir requalificar e adaptar as competências de uma larga maioria da força de trabalho. Os encarregados e técnicos de obra são exemplos de categorias profissionais que serão particularmente afetadas já que são responsáveis pela supervisão do trabalho de equipas e pelo respetivo uso eficiente de recursos e materiais. Agravada pela aceleração tecnológica, a lacuna de competências a este nível poderá colocar uma ameaça séria ao sector.

Que medidas de apoio existem, nomeadamente ao nível da capacitação dos RH?

Existem diversos programas de apoio, nomeadamente através do Fundo Social Europeu.

De que outro modo as empresas podem fazer face às novas necessidades?

A colaboração público-privada permitirá economias de escala com redução de tempo e custo, permitindo alargar o número de trabalhadores que poderão ser requalificados. Estimativas apontam para que com a redução do custo e tempo em 30%, cerca de 50% da força em risco de exclusão pode ser requalificada com eficácia.

As empresas poderão realizar programas internos ou através de programas e “academias” desenvolvidos em colaboração com instituições de educação e formação. As novas plataformas de aprendizagem assentes em realidade virtual/realidade aumentada e formação online serão essenciais pela flexibilidade e acesso que permitem ao formando e baixo custo ao empregador.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

LUÍS FORRA/LUSA

Dia 7. Patrões e motoristas divididos por 50 euros

FOTO: TIAGO PETINGA/LUSA

Reunião marcada para terça-feira se a greve for desconvocada

Outros conteúdos GMG
Lacuna de competências como ameaça para o setor