Heróis PME

Mentalidade aberta para encontrar a melhor solução de financiamento

(Rui Miguel Pedrosa / Global Imagens)
(Rui Miguel Pedrosa / Global Imagens)

Neste ano, o Santander Universidades oferece 12 bolsas de verão na Universidade de Yale. As inscrições fecham a 19 de abril.

Existem vários caminhos para uma empresa conseguir o financiamento de que necessita para os seus negócios e é preciso manter uma “mentalidade aberta”. As “experiências negativas” do passado devem ser ultrapassadas, para não prejudicar a busca pelo melhor “capital de conhecimento, de investigação e financeiro”. O conselho foi deixado por Pedro Marques, economista e consultor da Yunit Consulting no III Encontro Yunit Heróis PME, que conta com o apoio da Victoria Seguros, em Leiria.

O especialista, que integrou o debate Financiamento: novas opções para a sua empresa, diz que existe “a partilha de risco com investidores, obtenção de capitais próprios, e o recurso às imensas linhas e sistemas de incentivo que existem no país para financiamento tradicional e financiamento através de fundos comunitários”. Para as PME, os fundos comunitários são, muitas vezes, “o motivo do acelerar do investimento, partilhando o risco das empresas com os programas comunitários e antecipando a criação de emprego e investimento em Portugal”.

Hoje em dia, sublinha Bruno Caixeirinho, diretor de corporate finance do BiG, “há um conjunto diversificado de alternativas e não faz sentido pensarmos simplesmente no financiamento bancário tradicional”, devendo os empresários “identificarem o que faz mais sentido num determinado momento”. A plataforma Capitalizer do BIG pode ser uma “solução” para empresas que “querem chegar a capital de investidores profissionais, e quando querem executar processos de abertura de capital”. “Há bastantes investidores nacionais, internacionais, com cariz financeiro, estratégico, que podem adequar-se a diferentes objetivos que as empresas possam ter”.
Ângelo Jesus, diretor de marketing da Raize, uma bolsa de empréstimos para micro e pequenas empresas, realça que cada empresa deve procurar a solução de mercado que está mais “enquadrada” nas suas necessidades. Neste caso, trata-se de uma “solução de financiamento de médio ou longo prazo”. É digital e permite a obtenção de um financiamento “mais célere e com condições competitivas”. Tem um conjunto de 45 mil investidores portugueses, que “estão disponíveis a investir na economia”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Caixa Geral Depósitos CGD Juros depósitos

Caixa perdeu 1300 milhões com créditos de grandes devedores

Ursula von der Leyen foi o nome nomeado para presidir à Comissão Europeia. (REUTERS/Francois Lenoir)

Parlamento Europeu aprova Von der Leyen na presidência da Comissão

Christine Lagarde, diretora-geral demissionária do FMI. Fotografia: EPA/FACUNDO ARRIZABALAGA

Christine Lagarde demite-se da liderança do FMI

Outros conteúdos GMG
Mentalidade aberta para encontrar a melhor solução de financiamento