Prémio Inovação NOS

Paulo Gaspar: “A nossa fábrica de rações é 100% automatizada”

A carregar player...

O gestor da Lusiaves, Paulo Gaspar, explica como é que o grupo se está a adaptar à nova era da Indústria 4.0.

Como está a Lusiaves a fazer a sua transição para a indústria 4.0?

Esta é uma transição que já está a ser preparada há alguns anos. Começou pelo ao básico: pela infraestrutura técnica, e assim garantir que as comunicações estavam a funcionar em todo o lado. E depois começámos a olhar para os sistemas, para os vários softwares que temos nas várias empresas do grupo, e começámos então a ver o que temos e o que tem de ser substituído. Começámos aos pouco a pegar em sistemas, nas várias área de negócio e a ver quais as melhores soluções para irmos automatizando os vários processos.

De que forma estão a incorporar inovação a nível industrial?

Estamos a introduzir inovação ao longo de toda a cadeia. Na produção avícola temos as nossas quintas completamente sensorizadas, conseguimos saber em tempo real qual a temperatura dos pavilhões, qual a humidade e qual o nível de conforto dos nossos animais. Tudo isso é monitorizado 24 horas por dia, 7 dias por semana. Tudo isto tem uma camada de inteligência artificial que nos ajuda a compreender melhor como conseguimos garantir que os nossos frangos saem perfeitos para o consumidor. Nos centros de abate também estamos a inovar bastante com mais automatização, para produzir melhor, mais rápido e de forma mais segura. E também em todo o backoffice para garantir que integramos todos os processos em todas as empresas. Diminuímos a quantidade de papel e, acima de tudo, providenciar uma melhor experiência ao nosso colaborador. Quem entra na Lusiaves já consegue ter uma experiência de utilização moderna, à seme26lhança daquilo que esperariam com a utilização que já têm das redes sociais, das aplicações, e dos smartphones.

Está a surgir alguma inovação portuguesa que vá de encontro às necessidades da vossa indústria?

Acho que sim. Em várias etapas do nosso fornecimento utilizamos várias soluções desenvolvidas em Portugal. Uma das nossas maiores bandeiras da Indústria 4.0 é a fábrica de rações, que é completamente automatiza. Apenas com as pessoas da sala de controlo, conseguimos produzir muitos milhares de toneladas mensalmente com um nível e automação de 100%, sem qualquer tipo de intervenção humana durante o processo produtivo. Todo o software que o permite foi desenvolvido em Portugal, com parceiros nossos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O antigo secretário de Estado da Energia e da Inovação, Henrique Gomes, fala perante a Comissão Parlamentar de Inquérito ao Pagamento de Rendas Excessivas aos Produtores de Eletricidade, na Assembleia da República em Lisboa, 23 de janeiro de 2019. TIAGO PETINGA/LUSA

Henrique Gomes disse que “Mexia é osso duro de roer” e teve de sair da REN

A área alimentar gerou vendas históricas de quatro mil milhões de euros. Fotografia: D.R.

Sonae atinge vendas recorde de 6,3 mil milhões com impulso do Natal

António Costa, primeiro-ministro, e Mário Centeno, ministro das Finanças, num debate parlamentar sobre o OE2019. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante

Universidade Católica prevê menos crescimento em 2018 e 2019

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Paulo Gaspar: “A nossa fábrica de rações é 100% automatizada”