Millennium Horizontes

Roff: Exportar talento nacional para 51 países

(Pedro Granadeiro/Global Imagens)
(Pedro Granadeiro/Global Imagens)

Vencedora na categoria Grandes Empresas Internacionalização, a Roff, empresa fundada em 1996 com sede em Lisboa, dedica-se à consultoria em Tecnologias de Informação.

Hoje, 40% da sua faturação é realizada em 51 países, onde oferece consultoria na implementação do software de gestão SAP.

Está presente em 11 países com 14 escritórios (Lisboa, Porto, Covilhã, Bragança, Luanda, Paris, Estocolmo, Casablanca, São Paulo, Macau, Nyon, Cidade do México, Abidjan e Singapura)

O que levou a empresa nacional, com mais de mil consultores, a internacionalizar a sua atividade? “Poucos anos após o início da sua atividade, a Roff começou a desenvolver operações em diversos mercados internacionais e regiões estratégicas como o Médio Oriente e América do Sul”, explica Luís Monção, business development manager da Roff.

Neste momento, o mercado externo representa 40% do volume de negócios da empresa.

Nos últimos anos a Roff tem investido na inovação do seu modelo de prestação de serviços, como serviços remotos, agregação de competências, desenvolvimento de reutilizáveis, ferramentas e metodologias de modo a ganhar vantagem em termos de custos e qualidade. – MJA

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ministro das Finanças, Mário Centeno, na apresentação do Orçamento do Estado para 2019. 16 de outubro de 2018. REUTERS/Rafael Marchante

Bruxelas envia carta a Centeno a pedir o triplo do esforço orçamental

lisboa-pixabay-335208_960_720-754456de1d29a84aecbd094317d7633af4e579d5

Estrangeiros compraram mais de mil imóveis por mais de meio milhão de euros

João Galamba (secretário de estado da energia) , João Pedro Matos Fernandes (Ministro para transição energética) e António Mexia  (EDP) durante a cerimonia de assinatura de financiamento por parte do Banco Europeu de Investimento (BEI) da Windfloat Atlantic. Um projecto de aproveitamento do movimento eólico no mar ao largo de Viana do Castelo.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Mexia diz que EDP volta a pagar a CESE se governo “cumprir a sua palavra”

Outros conteúdos GMG
Roff: Exportar talento nacional para 51 países