Brexit

Brexit: Governo tem três dias para apresentar novo plano se acordo for rejeitado

2018. REUTERS/Toby Melville
2018. REUTERS/Toby Melville

O Governo britânico tem três dias para apresentar um novo plano se o acordo for rejeitado pelos deputados na próxima terça-feira.

O Governo britânico terá de apresentar um novo plano para o ‘Brexit’ no Parlamento no espaço de três dias se o acordo que negociou com Bruxelas for rejeitado pelos deputados na próxima terça-feira.

 

A imposição foi determinada por uma votação esta quarta-feira na Câmara dos Comuns forçada por uma emenda proposta pelo deputado do partido Conservador Dominic Grieve, recebendo o apoio de 308 deputados contra 297, uma margem de 11 votos.

A emenda refere que, caso o acordo seja receitado pelos deputados, o que é considerado muito provável, “um ministro da coroa apresentará dentro de três dias de trabalho uma moção sobre o processo de saída da União Europeia”.

O prazo exato para o Governo apresentar os próximos passos vai variar entre o final da semana, ou, se o parlamento não tiver sessão na sexta-feira como é comum, na segunda-feira seguinte, a 21 de janeiro.

Grieve justificou a proposta com a necessidade de consolidar e enfatizar o papel do parlamento no processo do ‘Brexit’.

A proposta foi subscrita por outros deputados conservadores, como os ex-ministros Oliver Letwin e Jo Johnson.

A admissão da emenda pelo líder do parlamento, John Bercow, foi uma decisão muito contestada por contradizer a ideia de que apenas um ministro poderia promover mudanças à moção.

Este é o segundo revés do Governo no espaço de 24 horas, após na terça-feira ter perdido outra votação parlamentar, quando cerca de 20 deputados conservadores se aliaram à oposição para alterar a lei do orçamento de Estado e assim dificultar a possibilidade de um ‘Brexit’ sem acordo.

A moção sobre a agenda parlamentar apresentada pelo Governo reserva oito horas por dia nos trabalhos da Câmara dos Comuns para debater o acordo de saída do Reino Unido da União Europeia a partir desta quarta-feira e durante cinco dias, até 15 de janeiro, data em que o documento será votado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

fotografia: Luís Costa Carvalho

Corticeira Amorim investe oito milhões e inaugura nova fábrica nos EUA

António Mexia lidera a EDP desde 2005

António Mexia, CEO da EDP, ganhou 6.000 euros por dia em 2018

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Brexit: Governo tem três dias para apresentar novo plano se acordo for rejeitado