Imobiliário

641 mil euros por 32 m². O custo de um apartamento ‘funcional’ nesta cidade

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Este apartamento tem capacidade para 10 pessoas à mesa de jantar e tem quarto de hóspedes. Tudo em 32 m² à venda por mais de 600 mil euros.

Ter uma casa pequena não tem de ser necessariamente um problema. Que o diga Graham Hill, que está a revolucionar a forma como o espaço na habitação é aproveitado. O empresário, conhecido pelas suas preocupações ecológicas, remodelou um pequeno apartamento com apenas 32 metros quadrados em Nova Iorque, nos Estados Unidos, que está agora à venda por 750 mil dólares (aproximadamente 641 mil euros).

Apesar de ter áreas reduzidas, a casa é funcional e adaptável. É possível arrumar a cama na parede para dar lugar ao sofá, montar e desmontar mesas e cadeiras de forma rápida sempre que necessário ou arrumar a cozinha atrás de uma porta impercetível.

A decoração é simples e minimalista ao estilo de Hill, fundador do site de casas ecológicas e funcionais, Life Edited, e da plataforma Tree Hugger. Este espaço foi comprado por Hill em 2010 por 280 mil dólares (239 mil euros) e, após as remodelações, está agora no mercado por 641 mil euros.

Leia também: Apartamento de 16m² em Lisboa à venda por 150 mil euros

O objetivo deste apartamento é “permitir uma vida longa, feliz, inteligente, verde e simplificada”, escreve o empresário no seu site. Esta não é a primeira vez que o ecologista reformula uma habitação. Em 2014, fez um negócio semelhante com um espaço de 39 metros quadrados que vendeu por 790 mil dólares (676 mil euros).

Graham Hill adotou um estilo de vida mais minimalista em 2011 e desde então tem-se dedicado a incentivar os seus seguidores.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

NUNO VEIGA / LUSA

Governo apresentou queixa contra 21 pedreiras em incumprimento

Outros conteúdos GMG
641 mil euros por 32 m². O custo de um apartamento ‘funcional’ nesta cidade