Investimento

Cannabis. Conheça os fundos que apostam neste negócio de 50 mil milhões

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Os fundos de capital de risco e private equity estão de olho num mercado que vai valer 50 mil milhões de dólares em 2026.

A venda legal de marijuana vai triplicar nos próximos cinco anos nos Estados Unidos. De acordo com uma pesquisa do ArcView Market Research, as previsões apontam para uma taxa de crescimento anual na ordem dos 26%, até chegar aos 21,6 mil milhões de dólares em 2021.

O crescimento meteórico desta indústria em expansão não passa despercebido ao mundo empresarial, com startups e investidores muito atentos ao fenómeno e com vontade de arriscar e apostar em negócios nesta área. De acordo com a Investopedia, são já vários os fundos de capital de risco e private equity que investiram centenas de milhões de dólares em projetos relacionados com a venda de marijuana nos Estados Unidos.

Em 2016, a venda legal de marijuana atingiu um valor recorde de 6,9 mil milhões de dólares nos Estados Unidos, mais 34% do que em 2015. Em termos fiscais, a venda de marijuana rendeu 500 milhões de dólares em impostos sobre o consumo que entraram diretamente para os cofres estaduais.

Para 2026, as projeções avançadas pelo Cowen Washington Research Group apontam para vendas na ordem dos 50 mil milhões de dólares. No total, incluindo o mercado lícito e ilícito, as vendas de marijuana nos EUA deverão atingir os 65,1 mil milhões de euros em 2025. As previsões do ArcView Market Research baseiam-se na premissa de que a tendêmcia de legalização se vai estender a mais estados norte-americanos. Com a legalização da marijuana para consumo próprio nos estados da Califórnia, Massachusetts, Nevada e Maine, em 2016, a prática passou agora a ser permitida a 21% da população norte-americana. Quase metade dos estados norte-americanos já legalizaram a marijuana para uso médico ou pessoal, um número que poderá aumentar em 2017.

Tendo em conta que o consumo de marijuana continua a ser ilegal de acordo com a lei federal dos EUA, a nova administração do Presidente Donald Trump já avisou que apertará o cerco à fiscalização do consumo de marijuana para “uso recreativo”. Em sentido contrário, uma sondagem da Universidade de Quinnipiac, no Connecticut, citada pela Reuters, mostra que 71% dos eleitores são a favor de serem os próprios estados a decidir a legalização da substância. Da mesma forma, um estudo da Gallup diz que 60% dos americanos são a favor da legalização da marijuana, cerca do dobro do que em 2000.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Margarida Matos Rosa, presidente da Autoridade da Concorrência

Tiago Petinga/Lusa

Concorrência acusa 5 seguradoras e 14 administradores de formarem um cartel

Turismo. Fotografia: REUTERS/Nacho Doce

Excedente comercial nacional afunda mais de 68% no 1º semestre

empresas

Quando o nome de família trava o crescimento das empresas

Outros conteúdos GMG
Cannabis. Conheça os fundos que apostam neste negócio de 50 mil milhões