Eurovisão

Eurovisão: Portugal e outros 25 países competem no sábado na final

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Portugal e outros 25 países competem sábado na final da Eurovisão, que tem como favoritos Chipre, Israel, e Lituânia, segundo casas de apostas.

Portugal, por ser o país anfitrião, teve entrada direta na final, com a canção “O Jardim”, interpretada por Cláudia Pascoal e composta por Isaura. Além de Portugal, também Espanha, Reino Unido, Alemanha, Itália e França (os países do chamado grupo dos ‘Big 5’) não tiveram que competir nas semifinais, nas quais foram apurados os restantes 20 países.

Na primeira semifinal, que decorreu na terça-feira na Altice Arena, no Parque das Nações, passaram à final Áustria, Estónia, Chipre, Lituânia, Israel, República Checa, Bulgária, Albânia, Finlândia e Irlanda, na segunda, que decorreu na quinta-feira no mesmo local, passaram Sérvia, Moldávia, Hungria, Ucrânia, Suécia, Austrália, Noruega, Dinamarca, Eslovénia e Holanda.

Pelo caminho ficaram as canções da Suíça, Bielorrússia, Arménia, Bélgica, Croácia, Islândia, Azerbaijão, Grécia, Macedónia, Roménia, São Marino, Rússia, Geórgia, Polónia, Malta, Letónia e Montenegro.

O vencedor será o país que reunir maior pontuação, que é atribuída pelos espetadores de cada país, através de televoto, e por júris nacionais dos 43 países que participam na edição deste ano.

A avaliar pela média de várias casas de apostas, calculada pelo ‘site’ eurovisionworld.com, dedicado ao concurso, e consultada pela Lusa às 23:45 de quinta-feira, este ano o vencedor será o Chipre, com a canção “Fuego”, interpretada por Eleni Foureira.

A essa hora, em segundo lugar estava Israel, com Netta e “Toy”, que entre 16 de março e segunda-feira ocupou o primeiro lugar, e em terceiro lugar a Lituânia com Ieva Zasimauskaite e o tema “When we’re old”. Portugal ocupava o 22.º lugar das preferências dos apostadores.

Veja também: Preços baixos e vestígios da crise. Como os fãs da Eurovisão olham para Portugal

No entanto, quando no ‘site’ eurovisionworld.com é perguntado aos internautas quem irá vencer o festival, pelas 23:45 de quinta-feira, Israel surgia em primeiro lugar, com 21%, o Chipre em segundo, com 11%, e Portugal em terceiro, com 07%.

No sábado, além de Cláudia Pascoal e Isaura, haverá outros portugueses em competição.

Do coro que acompanha o concorrente da Áustria, Cesár Sampson, fazem parte os portugueses Ricardo Soler e Kiko Pereira.

A final está marcada para as 20:00 e será exibida em Portugal na RTP1. A RTP irá ainda emitir para todo o mundo através da RTP Internacional.

Além disso, a cerimónia tem transmissão garantida nos 43 países que participam no concurso e, de acordo com a organização, “foram também vendidos direitos de transmissão para os Estados Unidos da América e a China”.

Tudo somando, a organização estima que a final tenha “um potencial de 200 milhões de telespectadores”.

Entretanto, na quinta-feira, a organização anunciou a cessação “com efeitos imediatos” do acordo para transmissão do concurso na China, depois de o canal que detinha os direitos (Hunan TV, também conhecido como Mango TV) ter censurado duas canções na semifinal de terça-feira, a da Albânia, por o cantor ter tatuagens, e a da Irlanda, por se tratar de um tema que descreve uma relação homossexual.

Durante a final, além dos 26 países em competição, irão atuar o vencedor do ano passado, Salvador Sobral, com Caetano Veloso, acompanhados por Júlio Resende ao piano, as fadistas Ana Moura e Mariza, a dupla Beatbombers, campeões mundiais de ‘scratch’, e ‘Som de Lisboa’, que junta Branko, Mayra Andrade, Sara Tavares e Dino D’Santiago e “terá como pedra de toque a lusofonia e a fusão das suas mais diversas sonoridades com a música eletrónica”.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Caixa Geral Depósitos CGD Juros depósitos

Caixa perdeu 1300 milhões com créditos de grandes devedores

Ursula von der Leyen foi o nome nomeado para presidir à Comissão Europeia. (REUTERS/Francois Lenoir)

Parlamento Europeu aprova Von der Leyen na presidência da Comissão

Christine Lagarde, diretora-geral demissionária do FMI. Fotografia: EPA/FACUNDO ARRIZABALAGA

Christine Lagarde demite-se da liderança do FMI

Outros conteúdos GMG
Eurovisão: Portugal e outros 25 países competem no sábado na final