Crise na Venezuela

Quem é Guaidó, o jovem de 35 anos, apoiado pelos EUA, e desafiador de Maduro

Juan Guaido. Fotografia: REUTERS/Carlos Garcia Rawlins
Juan Guaido. Fotografia: REUTERS/Carlos Garcia Rawlins

O deputado assumiu no início do ano a liderança da Assembleia Nacional da Venezuela e está a desafiar Maduro, auto-proclamando-se presidente interino.

Primeiro chamou “usurpador” ao presidente Nicolás Maduro, cujo novo mandato à frente dos destinos da Venezuela não é reconhecido por parte da comunidade internacional. Depois, disse estar disponível para assumir a presidência até à realização de eleições livres, desde que tenha o apoio dos militares. E por fim acabou por auto-proclamar-se presidente interino no parlamento que, por sua vez, Maduro não reconhece. Contudo, foi o próprio governo que ajudou Juan Guaidó a dar o salto definitivo para a fama: os serviços secretos detiveram-no durante 45 minutos no passado domingo. De jovem deputado quase desconhecido, transformou-se em promessa contra Maduro e esperança para uma oposição dividida.

Guaidó tem 35 anos e é, desde 6 de janeiro, o presidente da Assembleia Nacional. Um órgão que está nas mãos da oposição desde o início de 2016 e que Maduro tem procurado esvaziar de poderes. Membro fundador do Vontade Popular, o deputado assumiu o cargo ao abrigo de um acordo de rotatividade anual que existe na oposição. Isto porque, dentro do seu partido, os nomes mais conhecidos estão presos ou exilados.

Leia a notícia completa no Diário de Notícias.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Utentes à saída de um cacilheiro da Transtejo/Soflusa proveniente de Lisboa, em Cacilhas, Almada. MÁRIO CRUZ/LUSA

Salário médio nas empresas em lay-off simplificado caiu 2%

TikTok

Microsoft estará interessada na compra da operação global do TikTok

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho (D), ladeada pelo secretário de Esatdo dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro (E), intervém durante a interpelação do Partido Comunista Português (PCP) ao Governo sobre a "Proteção, direitos e salários dos trabalhadores, no atual contexto económico e social", na Assembleia da República, em Lisboa, 19 de junho de 2020. MÁRIO CRUZ/LUSA

Já abriu concurso para formação profissional de 600 mil com ou sem emprego

Quem é Guaidó, o jovem de 35 anos, apoiado pelos EUA, e desafiador de Maduro