Mario Draghi

Alemanha defende direito de veto de Bruxelas a orçamentos nacionais

O ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble, defendeu hoje o direito de veto de Bruxelas aos orçamentos nacionais que desrespeitem as regras europeias.

“O comissário dos Assuntos Económicos deve ter direito de veto sobre os orçamentos que infrinjam os critérios europeus de estabilidade”, argumentou o ministro, numa entrevista publicada na revista Focus.

Segundo Wolfgang Schäuble, os dirigentes europeus podem chegar a acordo sobre essa matéria na cimeira de dezembro. “Seria um sinal forte de que queremos, de facto, respeitar os compromissos comuns”, frisou.

Na opinião do ministro alemão, isso “não afeta a competência de cada país quanto ao orçamento”.

“Os parlamentos dos países em causa podem sempre decidir se cortam a despesa, aumentam os impostos ou adotam outras reformas”, insistiu.

As declarações do ministro alemão ocorrem numa altura em que a Comissão Europeia se prepara para emitir na próxima sexta-feira os pareceres sobre os projetos orçamentais dos Estados-membros para 2015.

Na sequência dos pareceres da Comissão sobre os projetos orçamentais para o próximo ano, os ministros das Finanças da zona euro terão uma reunião extraordinária do Eurogrupo, provavelmente na próxima segunda-feira, 01 de dezembro, para discutir a questão.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Céu cinzento de Londres. Fotografia: D.R.

Portugal fora do corredor turístico britânico. Madeira e Açores entram

O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, acompanhado pelo ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos (Foto: Mário Cruz/Lusa)

Recuperar poder de decisão na TAP obriga Estado a pagar mais

O presidente do conselho de administração da TAP, Miguel Frasquilho. (Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Frasquilho: Reestruturação da TAP “não vai ser isento de dor”

Alemanha defende direito de veto de Bruxelas a orçamentos nacionais