Apple negoceia com editoras para baixar preços de ‘streaming’ de música

A Apple comprou a Beats Music em maio e tem grandes planos para o serviço de streaming por subscrição. Segundo o site <a href="http://recode.net/2014/10/02/apple-asks-the-music-labels-for-a-price-cut-on-streaming-subscriptions/">Re/code</a>, a marca está a negociar com as editoras de música para conseguir novos direitos a preços mais baixos que os praticados no mercado - cerca de 9, 10 euros por mês por música ilimitada.

Estes direitos e funcionalidades irão ser integrados na nova versão do Beats Music, que a Apple quer lançar no início do próximo ano. A nova estrutura de preços permitiria à marca vender subscrições por menos de 10 euros por mês.

O TechCrunch chegou a reportar que a Apple poderia fechar o serviço, mas a empresa negou.

Com as vendas de downloads a caírem, a indústria está a apostar tudo nos serviços de streaming. O problema é que muitos consumidores estão habituados a obter música de graça, e até uma subscrição de 10 euros por mês é demasiado cara para eles.

O Spotify lidera este mercado, com 10 milhões de assinantes. No entanto, nota o Re/code, um estudo da Midia Research revelou em agosto que apenas 25% dos consumidores de música em streaming gastam mais de 10 dólares em música a cada três meses.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa, Pedro Siza Vieira, ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, e Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.  MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salários, crédito, moratórias e rendas. O que vai ajudar famílias e empresas

EPA/Enric Fontcuberta

Mais de 100 mil recibos verdes candidataram-se ao apoio à redução da atividade

A ministra da Saúde, Marta Temido.. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

295 mortos e 11 278 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Apple negoceia com editoras para baixar preços de ‘streaming’ de música