start-up

Aprender a ser empreendedor

É uma conta de somar simples e rápida. Problema + solução + ação = empreendedor.

A matemática do empreendedorismo, acredita a StartIUPI (acompanhe o projeto no Facebook), é uma disciplina fácil e acessível a qualquer idade (veja o vídeo que a Grasshopper fez a respeito do empreendedorismo infantil). Por isso, este fim de semana arranca mais um programa de empreendedorismo para crianças. A primeira edição, em setembro de 2012, deu formação a 40 crianças com idades entre os 6 e os 12 anos.

Acompanhe o Dinheiro Vivo no Facebook e conheça mais histórias de Fazedores.

Durante os quatro fins de semana de curso, os miúdos aprendem basicamente a resolver problemas. “Dotamos os nossos participantes de ferramentas que os possibilitam encarar o mundo com mais otimismo, confiança e orientados para soluções”, explica Ruben Melo, cofundador do projeto.

Para criarem valor, as crianças pensam num produto, escolhem-lhe o preço e a forma de comunicá-lo e vendem os produtos reais na “praça” criada para o efeito. Resultado? Do negócio vão tirar os primeiros rendimentos ganhos por “conta própria”.

Os cursos – de duas ou quatro semanas – decorrem no Cowork Lab em Oeiras, ao sábado de manhã.

Para inscrever crianças basta contactar o seguinte email – ola@startiupi.com – com o nome e contato do encarregado de educação e o nome e idade da criança. O curso de quatro semanas custa 35 euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A administradora delegada da Media Capital, Rosa Cullell (E), acomapnhada pelo CEO da Altice Media, Alain Weill (2-E), do CEO do Grupo Altice, Michel Combes (2-D), e do Chairman e CEO da Portugal Telecom, Paulo Neves (D), fala durante uma conferência de imprensa sobre a compra da Altice sobre o grupo Media Capital,. Fotografia: ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Compra da TVI pelo Meo pode “criar entraves significativos à concorrência”

Foto: ANDRÉ KOSTERS / LUSA

Financial Times destaca “sucesso socialista” na recuperação de Portugal

Cristina Casalinho, presidente do IGCP. Fotografia: Diana Quintela/Global Imagens

Casalinho quer alongar pagamento da dívida para evitar picos de reembolsos

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Aprender a ser empreendedor