De Paris para a Broadway. Miguel Durão está na Johannes Leonardo em Nova Iorque

Miguel Durão primeiro tirou o último quadrado aos chocolates Milka. Agora o criativo português mudou-se da Buzzman, em Paris, para a Johannes Leonardo, em Nova Iorque.

Aterra em plena Broadway como sénior copywriter e vai trabalhar contas como Adidas, TripAdvisor, Coca-Cola ou Google.

“Há cerca de dois meses vim a Nova Iorque e acabei por visitar algumas agências”, começa por contar Miguel Durão, ao Dinheiro Vivo. “Houve interesse por parte de algumas, entre elas, a Johannes Leonardo, agência de que era grande admirador desde que nasceu há seis anos”, continua.

Leia ainda: O criativo que tirou o último quadrado de chocolate

“Tive a felicidade de receber uma proposta da parte deles numa altura em que a agência acabou de ganhar contas muito importante como a Trip Advisor, o grupo TTI (Hoover, Dirt Devil entre outras marcas), Adidas Originals e mais uma excelente conta que ainda nao é oficial”, diz.

A boutique criativa foi fundada em 2007 por Jan Jacobs e Leo Premutico e faz parte do grupo WPP (que detém 49% da agência). Foi considerada em 2011 pela revista de especialidade Advertising Age a Melhor Pequena Agência do Ano. Em seis anos de existência ganhou mais de 30 Leões no festival de publicidade de Cannes, incluindo um Grand Prix em Mobile, com o Projet Re:Brief, para o Google.

Tem cerca de duas dezenas de colaboradores, localizados numa penthouse na Broadway.

Miguel Durão chega à agência nova-iorquina num momento em que a Johannes Leonardo acaba de lançar a campanha de relançamento da Adidas Originals, Original Superstar, com Pharrell e Beckham, entre outras celebridades.

A carregar player...

“Cheguei a Nova Iorque numa sexta-feira e comecei a trabalhar na segunda. Na terça já tinha dois projectos nas mãos. Aqui não perdem tempo”, diz humorado. “Ainda não tenho número de telefone americano mas já tenho duas campanhas para fazer”, acrescenta.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: ANTÓNIO CARRAPATO/LUSA

Maior credor de Portugal:juros baixos são temporários em países com rating fraco

O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: ANTÓNIO CARRAPATO/LUSA

Maior credor de Portugal:juros baixos são temporários em países com rating fraco

(Fotografia: Carlos Manuel Martins/ Global Imagens)

Funcionários do SEF, Fisco e Segurança Social detidos em megaoperação da PJ

Outros conteúdos GMG
De Paris para a Broadway. Miguel Durão está na Johannes Leonardo em Nova Iorque