Consumo

Economia portuguesa cai 1% e perde gás há três meses seguidos

A economia portuguesa está a perder força de forma notória, tendo recuado 1% em outubro face ao mesmo mês do ano passado, indica o Banco de Portugal. É o terceiro mês seguido de contração, mostra a série estatística.

De acordo com o indicador coincidente publicado no boletim de conjuntura, a economia recuou 1% em termos homólogos em outubro, depois de contrações de 0,6% em setembro e 0,2% em agosto. A quebra de 1% na atividade é a pior em quase ano e meio. É preciso recuar a junho de 2013 (-1,4%) para encontrar um registo mais negativo.

O enfraquecimento da economia portuguesa estará relacionado com o desempenho menos favorável do investimento, com a redução do défice público e com a desaceleração das exportações. O consumo privado também está a abrandar.

Segundo o banco central, o consumo, que é o principal agregado do produto (vale dois terços da riqueza total), expandiu-se a um ritmo máximo recente de 2% em junho, mas desde então que tem vindo a perder gás. Em outubro a variação homóloga do indicador coincidente do consumo foi 1,7%.

Para este ano, o governo espera um crescimento do PIB à volta de 1%. O Banco de Portugal e a Comissão Europeia falam em 0,9%. O FMI e a OCDE não vão além de 0,8%.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Indústria do calçado. 
Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal regressou ao Top 20 dos maiores produtores de calçado

Mina de carvão perto da cidade de Oaktown, Indiana, Estados Unidos. (EPA/TANNEN MAURY)

Capacidade de produção de carvão caiu pela primeira vez

(EPA/RITCHIE B. TONGO)

Microsoft mantém discussões para compra da filial da TikTok nos EUA

Economia portuguesa cai 1% e perde gás há três meses seguidos