EDP Renováveis

EDP Renováveis vende 49% de parques eólicos no Brasil à China Three Gorges

A EDP Renováveis vendeu mais uma participação de 49% num conjunto de parques eólicos e desta vez foi no Brasil e à sua principal acionista, a China Three Gorges (CTG), que irá pagar 364,8 milhões de reais - ou 111 milhões de euros - por estes ativos.

De acordo com os comunicados da EDP e da EDP Renováveis divulgados ao mercado na segunda-feira à noite, a venda diz respeito a parques eólicos que já estão em operação e que têm uma capacidade instalada de 84 MW [megawatts] e uma idade média de quatro anos, mas também a 237 MW de parques que estão em desenvolvimento.

Todos eles – tanto os que estão em operação como os que estão em desenvolvimento – têm contratos de venda de energia por um período de 20 anos e com uma remuneração fixa que garante os investimentos.

Esta operação, que tem de ser aprovada pela autoridade da concorrência do Brasil e cuja conclusão só deverá ocorrer no primeiro semestre, faz parte do Acordo de Parceria Estratégica que a EDP e a CTG assinaram quando a empresa chinesa ganhou a privatização e comprou 21,35% da elétrica.

Nesse acordo, a CTG comprometeu-se a investir dois mil milhões de euros na EDP até maio de 2015 e através da compra de participações minoritárias em parques eólicos e outros ativos, como barragens, em todas as geografias onde a empresa portuguesa está presente.

Neste momento, desses dois mil milhões de euros, a CTG já investiu mais de mil milhões de euros não só na compra de parques eólicos, mas também barragens no Brasil e, segundo anunciado esta tarde, na subsidiária da EDP em Macau.

Mas a EDP Renováveis não vende participações minoritárias em parques eólicos só à CTG, mas também a vários investidores institucionais e, segundo o comunicado da empresa, com esta operação no Brasil a venda destes ativos ascende já a 1,2 mil milhões de euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa. MÁRIO CRUZ/LUSA

Défice externo até julho agrava-se para 1633 milhões de euros

Lisboa. MÁRIO CRUZ/LUSA

Défice externo até julho agrava-se para 1633 milhões de euros

EDP. (REUTERS/Eloy Alonso)

Concorrência condena EDP Produção a multa de 48 milhões

Outros conteúdos GMG
EDP Renováveis vende 49% de parques eólicos no Brasil à China Three Gorges