Estão a nascer 27 mil fazedores por ano em Portugal

Os portugueses estão a apostar na criação de novos negócios e, de acordo com uma análise da Universidade Portucalense (UPT), desde 2007 estão a nascer 27 mil novos fazedores por ano.

Os números confirmam que a crise não adormeceu os portugueses, que começaram a procurar alternativas ao emprego por conta de outrem e a contornar o desemprego e pouca folga que as empresas têm mostrado para contratar.

A Universidade Portucalense mostra que durante os últimos anos o crescimento de empreendedores tem-se acentuado. Só no último ano foram criadas mais de 35 mil novas empresas a nível nacional, mais 12,8% do que um ano antes.

A análise mostra também que a região Norte é a que está a apresentar melhores resultados, com 12 720 novas constituições de empresas, ou seja, 36% do total de novas empresas e um crescimento de 14% relativamente a 2012.

Logo atrás aparece Lisboa, com o segundo melhor lugar no que toca à criação de novos negócios – em 2013 nasceram 11 327, 32% do total nacional – e a região centro representa a terceira maior fatia – 6 183 novas empresas, 18% do total.

“Pretendemos promover o empreendedorismo como veículo fundamental para criar riqueza, reforçar a internacionalização, valorizar o conhecimento produzido nas universidades e aumentar a competitividade e produtividade da nossa economia”, afirma Alfredo Marques, Reitor da UPT, sublinhando que não basta abrir empresas, é preciso criar valor.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

Estão a nascer 27 mil fazedores por ano em Portugal