Mark Zuckerberg

Facebook: Não Gosto pode estar para breve

Mark Zuckerberg admitiu finalmente estar a "considerar" um botão de "não gosto" na sessão de Perguntas & Respostas realizada ontem na sede da empresa na California. A empresa está a pensar na melhor forma de abordar a questão, para tornar o opção numa força "positiva" e não "negativa e diminuidora".

Qualquer pessoa poderia participar na sessão de esclarecimentos e colocar perguntas pessoalmente ou via e-mail.

Uma das perguntas mais pertinentes veio de Islamabad: “o Facebook tem sido cada vez mais associado a perda de tempo, falta de produtividade, etc. Como acha que o Facebook se pode tornar num meio mais produtivo e poderoso?”.

Zuckerberg respondeu que “a missão do Facebook é criar relações, quer sejam amistosas, românticas ou profissionais” e que isso “não é uma perda de tempo”.

Qustionado também sobre a interação entre crianças e a rede social, Zuckerberg disse tranquilamente que “as crianças são muito mais capazes do que pensamos” e que deixaria o seu filho ou filha utilizar tecnologias “para aprender e adquirir ferramentas do mundo moderno”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

Foto: D.R.

TAP soma prejuízos de 111 milhões até setembro. E vai contratar mais 800 pessoas

Outros conteúdos GMG
Facebook: Não Gosto pode estar para breve