Internet

Facebook quase duplica lucros mas derrapa 11% em bolsa

Todos os números subiram no terceiro trimestre fiscal do Facebook, mas os investidores reagiram ao aviso de que os custos vão subir muito no próximo ano. As ações da rede social caíram 11% após a apresentação dos resultados, apesar de muito favoráveis.

Leia também: Estas são as 50 empresas mais inovadoras do mundo. Apple lidera

As receitas totais do Facebook cresceram 59% para 2,51 mil milhões de euros, ligeiramente acima das expectativas dos analistas. Os lucros subiram ainda mais: passaram de 334 para 633 milhões de euros, um aumento de 89% face ao mesmo período do ano anterior.

Outro indicador relevante foi o crescimento do número de utilizadores mensais em 14%, para 1,35 mil milhões de pessoas. Destas, 64% acede ao seu perfil todos os dias – 864 milhões, um aumento de 19%.

A publicidade móvel voltou a ser estrela, gerando 1,53 mil milhões de euros, ou 66% do total de 2,32 mil milhões do volume de negócios. O Facebook aumenta consistentemente as receitas nesta área específica, o que o torna um autêntico pioneiro no segmento, com melhor desempenho que rivais como o Twitter. O número de utilizadores diários via smartphone ajuda: 703 milhões de pessoas, média de setembro.

O que levou as ações a caírem tanto foram as previsões para 2015, indicadas durante a conference call com os analistas. O diretor financeiro Dave Wehner disse que a rede social se prepara para um aumento brutal de custos, entre os 55 e os 75% no próximo ano, tendo em conta os investimentos que irá fazer nas empresas que comprou, Whatsapp e Oculus, e noutros produtos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

1400 empresas já pediram para aderir ao novo lay-off, apoios só a 28 de abril

Antonoaldo Neves, presidente executivo da TAP. Fotografia: Adelino Meireles/Global Imagens

TAP também vai avançar com pedido de layoff

Veículos da GNR durante uma operação stop de sensibilização para o cumprimento do dever geral de isolamento, na Autoestrada A1 nas portagens dos Carvalhos/Grijó no sentido Sul/Norte, Vila Nova de Gaia, 29 de março de 2020. MANUEL FERNANDO ARAÚJO/LUSA

Mais de 80 detidos e 1565 estabelecimentos fechados

Facebook quase duplica lucros mas derrapa 11% em bolsa