empreendedorismo

Fazedores: seis oportunidades para 2015 que não vai querer perder

Ano novo, ideias novas. Se um dos desejos que pediu nas 12 badaladas antes de entrar em 2015 foi finalmente criar o seu próprio negócio - ou se já deu os primeiros passos e quer fazer crescer a sua empresa de forma sustentada - inspire-se no novo ano.

A 26 de janeiro arranca o TAP Creative Launch, uma parceria entre a companhia aérea e a incubadora de empresas Startup Lisboa. A
parceria é um programa de promoção e
apoio de novas empresas e ideias de negócio. O concurso quer receber
até 70 ideias finalistas nas áreas do turismo e dos transportes aéreos e
escolher sete que serão depois financiadas e apoiadas.

Alguns dias antes, entre 13 e 15 de janeiro, Lisboa vai ser a cidade europeia com mais criativos por metro quadrado. A capital portuguesa recebe o primeiro European Creative Hubs Forum, um encontro que quer trazer mais de 200 gestores de centros criativos europeus a Portugal para pensar as dificuldades e os desafios das indústrias criativas.

Também a partir deste mês a Agência Espacial Europeia e o Instituto Pedro Nunes começam a escolher os primeiros projetos a apoiar pela ESA BIC. Nos próximos cinco anos, a incubadora de startups quer descobrir projetos de startups ligados à tecnologia aeroespacial adaptada a outros sectores e apoiar cerca de 30 empresas com um investimento de 8 milhões de euros. As candidaturas arrancam em janeiro. Acompanhe aqui as novidades da ESA BIC.

Também no primeiro trimestre do ano deverá estrear a primeira série do programa de televisão Shark Tank em Portugal. Transmitido na SIC, o objetivo do programa é fazer com que fazedores com ideias ou negócios já criados possam tentar convencer investidores a quererem aplicar capital nos seus negócios. O programa
– que recebeu cerca de 850 candidaturas – ainda não tem data de estreia
marcada mas é um dos que prometem agitar as grelhas dos canais
generalistas.

Em fevereiro, fica disponível a primeira plataforma para investimentos transnacionais em energias renováveis. A Citizenergy é uma criação portuguesa e a primeira plataforma que permite investimentos transnacionais em energias renováveis. A ideia surgiu no interior da Boa Energia, empresa portuguesa que se dedica a produzir e vender kits de energia fotovoltaica. A plataforma, que integra a possibilidade de crowdfunding, começa a funcionar em fevereiro.

Até março, a Startup Lisboa inaugura primeira residência para empreendedores em Lisboa. A casa terá capacidade para cerca de 20 a 30 empreendedores que terão um sítio temporário para se instalarem durante a sua temporada em Lisboa. Desde 2011 que o ecossistema das incubadoras criou mais de 900 empregos na zona de Lisboa: metade foram criados pela Startup Lisboa. Leia mais sobre o projeto de empreendedorismo para Lisboa, aqui.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Usados-carros-dicas-26d88f95262fb04408cf1721d918f6efc0da028d

São feitos quase 600 créditos por dia para comprar carro

Rendas da energia pesam 80 euros na conta da luz em 2018

José Vieira da Silva, ministro do Trabalho. Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

CML admite comprar 11 prédios da Segurança Social

Outros conteúdos GMG
Fazedores: seis oportunidades para 2015 que não vai querer perder