Garrett McNamara vai ter prancha de surf em cortiça portuguesa

A carregar player...

"Altamente resistente e ao mesmo tempo flexível para suportar o impacto de ondas gigantes". É assim que o surfista havaiano Garrett McNamara descreve a cortiça, material usado para a criação de uma prancha de surf.

Resultado de uma parceria entre a Mercedes-Benz Portugal e a Corticeira Amorim, a nova prancha de surf insere-se no projeto MBoard, com a tecnologia da
Polen Surfboards.

Em 2013 deu-se o início do projeto
MBoard by Mercedes-Benz, que culminou com a produção
de três exemplares da prancha apelidada “The Silver Arrow of the
Seas”, concebida criativamente pela BBDO Portugal e desenvolvida em
parceria com a Nazaré Qualifica e com o Design Studio da Daimler.

Ler também: Como é que a BBDO colocou McNamara a surfar pranchas da Mercedes na Nazaré?

The Silver Arrow of the
Seas é um trabalho conjunto, onde dezenas de profissionais de design,
investigação, aerodinâmica e desenvolvimento de materiais, além
do próprio Garrett McNamara, ajudaram a produzir a prancha ideal
para aguentar e surfar as ondas gigantes do canhão da Nazaré. O projecto chegou mesmo a ser premiado.

Este ano, o desafio é ainda maior:
conceber uma prancha com materiais originais nesta área, mas que têm
comprovado a sua eficácia, resistência e durabilidade nos mais
variados projetos a nível mundial, da indústria espacial à
automóvel, passando pela produção têxtil às típicas rolhas de
garrafa. E que é a cortiça.

Sendo Portugal o maior
produtor do mundo de cortiça “faz todo o sentido usar este material
para produzir uma prancha de alta performance para a Nazaré”, diz o surfista havaiano.

“Quando
surfamos ondas gigantes é preciso uma prancha flexível mas com alta
resistência para que não possa quebrar”, explica McNamara, acreditando que estas pranchas
serão a referência em termos de tecnologia para todos aqueles que
surfam ondas gigantes”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
mulher gravida

Não renovação de contratos com grávidas cresce 15%

mulher gravida

Não renovação de contratos com grávidas cresce 15%

Angel Gurria, secretário-geral da OCDE. Fotografia: EPA/Mario Guzmán

OCDE mais pessimista. Sinais vermelhos para a economia

Outros conteúdos GMG
Garrett McNamara vai ter prancha de surf em cortiça portuguesa