smartphones

Motorola regressa a Portugal. Dois smartphones e um relógio inteligente são os trunfos

A carregar player...
Motorola regressa a Portugal. Dois smartphones e um relógio inteligente são os trunfos

Quatro anos depois, a Motorola está de regresso ao mercado português. A empresa, que agora pertence aos chineses da Lenovo, tinha encerrado operações em muitos mercados europeus, incluindo Portugal. A reabertura acontece sob a égide da estrutura espanhola, onde voltou a operar há um ano.

Leia mais: Moto 360. Este é o novo relógio inteligente da Google

“Hoje estamos aqui para anunciar o regresso a Portugal e o nosso
compromisso com o mercado português”, afirmou o diretor geral da Motorola Ibéria, Juan Carlos de la Vela.”Vamos inovar e introduzir telefones de muita qualidade a um
preço muito competitivo”, adiantou.

Os primeiros dois modelos a chegarem ao mercado nacional são o best-seller Moto G, que permitiu à empresa subir ao pódio em Espanha, e o Moto X, o seu topo de gama. Adicionalmente, e antes do Natal, a Motorola lança o seu primeiro relógio inteligente, Moto 360, que tem sido considerado o melhor do mercado mundial neste momento.

A reentrada em Portugal é feita em parceria com a Tech Data, que será o distribuidor exclusivo da marca no retalho. Para já, os aparelhos estarão disponíveis apenas no mercado livre, embora a Motorola esteja a negociar também com as operadoras móveis.

O Moto G, que está a ter tremendo sucesso em Espanha, vai custar 199 euros livre em Portugal e chega a 15 de novembro. “Reconhecemos o G como o melhor produto em qualidade-preço”, diz De la Vela. É resistente à agua, tem ecrã de 5 polegadas, armazenamento de 8 gigas, câmara traseira de 8 megapixeis e alta definição (720p). “Tem um público alvo jovem, que quer ouvir música com excelente qualidade. A bateria nunca é inferior a um dia e a definição de ecrã bastante boa”, acrescenta o diretor ibérico. “Vai ser um êxito de vendas, asseguro”, acrescentou, confiante. “Vai ser top de vendas em Portugal.”

O segundo smartphone é o Moto X, o topo de gama que chega nos primeiros dias de dezembro e vai custar 549 euros. Tem um ecrã de 5,2 polegadas, processador quad-core a 2,5 GHz, 16 ou 32 gigas e câmara traseira de 13 megapixeis. Em Portugal, vai distinguir-se no design: a parte traseira é feita com bambu verdadeiro, o que significa que “não existem dois produtos iguais.” Noutros mercados o acabamento é diferente (há pele, por exemplo), mas a Motorola Ibéria escolheu bambu para os portugueses.

Entre as inovações, está a possibilidade de silenciar chamadas com gestos e fazer perguntas e pedidos (ao estilo Siri) sem ter de premir qualquer botão, porque o X reconhece a voz do dono. Também traz o Moto Assist, que deteta o sítio onde estamos e modifica as especificações (por exemplo, deixa de ter som quando vê que estamos em reunião).

“Não existe nenhum telefone que sem tocar se possa falar com ele. O telefone aprende com as utilizações habituais”, indica De la Vila. “É inovação que só existe no Moto X e na Motorola.”

Quanto ao relógio inteligente, o Moto 36, estará à venda no início de dezembro por 249 euros. “Tem um design excelente e pode-se configurar com diferentes formatos.” Necessite de Android 4.3 para que funcione, uma exigência do sistema operativo Android Ware, mas funciona com qualquer smartphone Android. “Dá-me notificações, agenda, emails. Não preciso de olhar para o telemóvel. Posso fazer perguntas ao relógio, que responde com informação”, exemplifica De la Vela. É ainda submergível e carrega-se por indução, não precisa de carregador com fios. A bateria costuma durar um dia e meio.

O que a Motorola Ibéria também garante é que os smartphones que vender vão ter update para a próxima versão do Android, Lollipop.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página Inicial

Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, com responsáveis da VW na apresentação do T-Roc. Fotografia: DR

Caldeira Cabral confiante em acordo com trabalhadores da Autoeuropa

Fátima Barros, presidente da Anacom
Fotografia: Álvaro Isidoro / Global Imagens

Operadores dificultam rescisões de contratos e Anacom divulga alternativas

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Motorola regressa a Portugal. Dois smartphones e um relógio inteligente são os trunfos