fuga ao fisco

Novos inspetores do fisco iniciam funções em janeiro

O estágio dos cerca de mil novos elementos que vão reforçar a inspeção tributária e a luta contra a fraude e evasão fiscais vai arrancar a 12 de janeiro de 2015.

Os novos inspetores já foram informados do local onde vão realizar o seu estágio, iniciando naquelea data o período experimental, segundo refere um aviso do diretor-geral da Autoridade Tributária e Aduaneira, António Brigas Afonso.

O concurso para admissão destes novos inspetores foi lançado em novembro de 2012 mas sofreu vários atrasos, em parte devido ao elevado número de recursos interposto pelos candidatos. A sua entrada em funções permitirá aumentar para 30% o peso da inspeção no conjunto de trabalhadores da AT e visa cumprir uma das medidas acordadas com a troika no memorando assinado em 2011.

Numa das últimas intervenções sobre a entrada dos novos inspetores, em outubro, o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais garantiu que esta seria ainda efetuada pelo atual Governo. Na mesma ocasião, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos, Paulo Ralha referiu que muitos dos que concorreram a estes lugares na inspeção tributária são oriundos de outros serviços da AT e que este reforço está a ser feito num contexto de redução de fetivos.

Os futuros inspetores – 946 das áreas de economia, gestão e auditoria; 90 da informática e 24 da estatística – vão juntar-se aos 350 que foram admitidos no início de 2012.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ministro das Finanças, Mário Centeno, na apresentação do Orçamento do Estado para 2019. 16 de outubro de 2018. REUTERS/Rafael Marchante

Bruxelas envia carta a Centeno a pedir o triplo do esforço orçamental

lisboa-pixabay-335208_960_720-754456de1d29a84aecbd094317d7633af4e579d5

Estrangeiros compraram mais de mil imóveis por mais de meio milhão de euros

João Galamba (secretário de estado da energia) , João Pedro Matos Fernandes (Ministro para transição energética) e António Mexia  (EDP) durante a cerimonia de assinatura de financiamento por parte do Banco Europeu de Investimento (BEI) da Windfloat Atlantic. Um projecto de aproveitamento do movimento eólico no mar ao largo de Viana do Castelo.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Mexia diz que EDP volta a pagar a CESE se governo “cumprir a sua palavra”

Outros conteúdos GMG
Novos inspetores do fisco iniciam funções em janeiro