Papa altera estratégia de perdão. Agora há indulgências no Twitter

O Papa Francisco vai perdoar os pecados dos Católicos que seguirem a sua conta no Twitter durante as celebrações do Jornada Mundial da Juventude Católica, a decorrer no Rio de Janeiro.

O Vaticano anunciou que o Papa irá dar indulgências aos seus seguidores na sua conta do Twitter. Para os Católicos uma indulgência papal reduz o tempo que passam no purgatório pelos pecados cometidos.

Atualmente, as indulgências são concedidas a Católicos que realizam certas tarefas como, por exemplo, subir as escadas sagradas em Roma (alegamente percorridas por Jesus quando subiu as escadas da casa de Pilatos antes da cruxificação), o que retira sete anos de purgatório aos fiéis.

Mas agora o Vaticano está a estender as indulgências a quem participar na Jornada Mundial da Juventude Católica, evento que decorre no Rio de Janeiro de 23 a 28 de julho. Como nem todos podem estar presentes, o Vaticano está a estender essa prática a quem seguir a conta do Santo Padre no Twitter, bem como a quem assistir ao evento através da televisão e rádio.

Mas para receber a indulgência, entre outras obrigações, o penitente tem de seguir os eventos em direto.

O Vaticano tem vindo a recorrer aos media sociais numa tentativa de ligar-se ao mundo católico. O Papa Bento XVI já tinha aderido do Twitter, exemplo seguido pelo seu sucessor. Neste momento, a conta do Papa Francisco já tem cerca de 3 milhões de seguidores.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), acompanhado pelo ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno (D), durante o debate parlamentar de discussão na generalidade do Orçamento do Estado para 2020 (OE2020). ANTÓNIO COTRIM/LUSA

UTAO: Carga fiscal é “ainda maior” do que a prevista pelo Governo

Lisboa, 01/10/2013 - Decorreu esta tarde na Fundação Champallimaud a Assembleia Geral da Zon Optimus 
Isabel dos Santos, accionista da Zon Optimus e Mário Silva, Zopt
(Diana Quintela/Global Imagens)

Administradores da NOS envolvidos no Luanda Leaks renunciam

Fotografia: EPA/TIAGO PETINGA

Gestor de Isabel dos Santos encontrado morto

Papa altera estratégia de perdão. Agora há indulgências no Twitter