Vodafone

Preços das telecom sobem em 2015. Meo aumenta 2,5% e NOS 3%

Os preços das telecomunicações da Meo vão subir em média 2,5% e os da NOS 3% a partir de 01 de janeiro, enquanto a Vodafone sobe os tarifários a 16 de janeiro, mas não revela o aumento médio.

Fonte oficial da Meo, da PT Portugal, adiantou que os tarifários sobem em média 2,5% já a partir de 01 de janeiro.

Já no caso da NOS, operadora que resultou da fusão entre a Optimus e a Zon, esta irá atualizar “os seus preços em média cerca de 3%”, segundo a empresa.

“De ressalvar que há produtos/segmentos que não sofrerão alteração, como por exemplo, no fixo, os equipamentos, instalações e canais ‘premium’ e, no móvel, os clientes com tarifário ‘smart'”, adianta a NOS.

Já a Vodafone Portugal, que tem tido uma política agressiva de preços, escusou-se a avançar o aumento médio, adiantando apenas que “à semelhança dos anos anteriores”, a operadora publicou na sua página de Internet “informação sobre a atualização de preços e condições que entrarão em vigor a partir de 16 de janeiro de 2015”.

Por exemplo, no caso do pacote triplo da Vodafone (televisão+Internet+voz), que oferece 100 canais e 50 megas (Mbps), a tarifa será de 25,90 euros para as adesões a partir de 16 de janeiro do próximo ano, segundo informação da operadora na sua página de Internet.

A mensalidade de 24,90 euros para o mesmo pacote “é válida para clientes atuais, durante o período mínimo contratual, ou com subscrição até dia 16 de janeiro de 2015”, adianta.

No Orçamento do Estado para 2015, o Governo prevê que os preços deverão aumentar em média 0,7% no próximo ano.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

António Mexia, CEO da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes

Saída de clientes da EDP já supera as entradas

Outros conteúdos GMG
Preços das telecom sobem em 2015. Meo aumenta 2,5% e NOS 3%