Jorge Moreira da Silva

“Resíduos devem ser vistos como fonte renovável de recursos”

O ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Jorge Moreira da Silva, defendeu hoje ser necessário olhar para os resíduos como uma fonte renovável de recursos, contribuindo desta forma para um maior desenvolvimento económico do país.

“O novo normal da nossa economia
é olhar para os nossos resíduos como uma fonte renovável de recursos,
olhar para os resíduos como recursos que estão apenas fora do sítio,
olhar para os resíduos como sendo uma pré-condição para, sendo
reutilizados e prevenida a sua utilização, criar condições para um maior
desenvolvimento económico”, disse.

Durante a inauguração da nova
linha de divisão operacional “Intpolymers” da empresa Interecycling,
localizada no concelho de Tondela, Moreira da Silva sublinhou que está
em curso em Portugal uma verdadeira alteração do paradigma em matéria
ambiental.

“Começámos na área do ambiente há algumas décadas,
tentando solucionar passivos ambientais. Passámos a cumprindo metas
ambientais mais ambiciosas e depois colocámos os custos ambientais no
preço final de todos os produtos”, descreveu.

De acordo com
governante, neste momento assiste-se a uma fase em que o ambiente deixou
de ser apenas um direito inalienável das presentes e próximas gerações.

“Atualmente,
é principalmente uma grande oportunidade de desenvolvimento económico e
criação de emprego. A proteção do ambiente é principalmente um
benefício económico”, realçou.

Na sua opinião, vive-se um momento
em que quem quiser vencer economicamente tem de ser capaz de produzir o
mesmo com menos recursos, apostando na utilização eficiente dos
recursos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
EDP_ENGIE2

EDP e Engie vão investir até 50 mil milhões para liderarem eólicas no mar

EDP_ENGIE2

EDP e Engie vão investir até 50 mil milhões para liderarem eólicas no mar

Da esquerda para a direita: Ricardo Mourinho Félix, secretário de Estado das Finanças, Angel Gurría, secretário-geral da OCDE, e Pedro Siza Vieira, ministro da Economia. Fotografia: Diana Quintela/Global Imagens

OCDE. Dinamismo das exportações nacionais tem o pior registo da década

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
“Resíduos devem ser vistos como fonte renovável de recursos”