Resoluções Novo Ano de Anthony Gibson. “Deveríamos fazer um esforço adicional em apoiar tudo o que é português”

Anthony Gibson, o presidente do grupo de agências Publicis Portugal, é inglês. Mas pelos desejos que revela para 2015, Portugal está no foco das suas atenções.

Fique a conhecer as suas resoluções de Novo Ano para o país e, já agora, o seu maior desejo para 2015 a nível pessoal.

“Deveríamos todos fazer um esforço adicional em apoiar tudo o que é português. Não faz sentido comprar bananas da América Central quando as podemos obter da Madeira ou dos Açores. Não faz sentido comprar sapatos produzidos na China quando temos sapatos similares em Portugal. Ou carne da Escócia quando temos carne de vaca portuguesa no mesmo talho.

De viajar mais em Portugal em vez de ir lá para fora (em 2014 tiramos férias para pescar na Serra da Estrela e no Faial em vez de optar por um destino estrangeiro). Insistir em viajar pela TAP sempre que podermos (e se o preço for justo). Quando abrir um restaurante ou uma nova loja, ir e experimentar, ajudando as pessoas que têm sonhos de um novo negócio. Não esperar que alguém vá por nós, há que tomar a iniciativa e apoiá-los.

Se tivermos isto em mente estaremos a ajudar o país. Já agora, eu não sou, de modo algum, perfeito mas tenho isto muito presente.

E depois há as questões do emprego. Este tem de ser o nosso objetivo último: conseguir colocar mais pessoas a trabalhar. Talvez não no emprego ou o salário ideal, mas colocá-los a trabalhar. Oferecendo estágios. Estar aberto a pessoas que procuram emprego, ajudá-los mesmo que não o possa fazer na sua empresa. Vamos ser menos egoístas. Com a Nestlé, por exemplo, vamos ser parceiros na iniciativa europeia do emprego jovem. Eles estão a ter um impacto tremendo com esta iniciativa em Portugal. Até 2016 planeiam contratar 10 mil jovens na Europa e dar 10 mil estágios ou formações. E Portugal está a fazer a sua quota parte. Imagine se todas as empresas fizessem isso.

Desejos para as agências do grupo Publicis? Que continue a integração das capacidades das áreas criativas, digital e de media para gerar respostas mais poderosas e eficientes para as necessidades dos nossos clientes.

A nível pessoal desejo descobrir mais locais únicos e desconhecidos para pescar com a minha família em Portugal.”

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Lisboa, 22/11/2019 - Money Conference, Governance 2020 – Transparência e Boas Práticas no Olissippo Lapa Palace Hotel.  António Horta Osório, CEO do Lloyds Bank

( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

Horta Osório: O malparado na banca portuguesa ainda é “muito alto”

Outros conteúdos GMG
Resoluções Novo Ano de Anthony Gibson. “Deveríamos fazer um esforço adicional em apoiar tudo o que é português”