Tradiio é a startup portuguesa escolhida para ir à Slush

A Tradiio é a startup portuguesa escolhida para ir à conferência <a href="http://www.slush.org/">Slush</a>, em Helsínquia, a 18 e 19 de novembro. É uma das maiores conferências de startups do mundo, que este ano vai ter cerca de 2000 startups vindas da Europa, Ásia e Estados Unidos.

Leia também: Startup portuguesa recebe prémio internacional

O diretor estratégico da Slush, Martin Talvari, esteve em Lisboa durante quatro dias e foi ontem ao programa de aceleração Lisbon Challenge conhecer os projetos no programa de outono. Escolheu a Tradiio (que não está a ser acelerada na incubadora da Beta-i) para ir à Slush sem encargos.

“O objetivo da presença na Slush é o contacto com investidores e projetos internacionais”, explica ao Dinheiro Vivo Miguel Leite, co-fundador da Tradiio. Trata-se de uma plataforma que permite ouvir nova música, investir moeda
virtual nos artistas de que os utilizadores mais gostam e competir com
outros utilizadores por prémios. Uma espécie de “jogo musical”, também disponível em aplicações móveis iOS (iPhone e iPad), Windows Phone e Android.

“A plataforma já existe em web e mobile, sendo que em três meses atingiu os 30 mil utilizadores e mais de 800 bandas”, adianta Miguel Leite. “Agora, estamos a finalizar melhorias para preparar o lançamento em Inglaterra, que está agendado para fevereiro de 2015.”

A Tradiio já assegurou investimento para um ano para a operação no mercado
Inglês. “Só iremos procurar novo investimento em 2015.” A startup conseguiu 250 mil euros da Espírito Santo Ventures e da Exago Ventures.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho (MIGUEL A. LOPES/LUSA)

Segurança Social pagou até hoje 992 milhões em apoios

Espanha Portugal

Mais um golpe no turismo. Bélgica mantém Portugal na lista de países de risco

Ministro de Estado, da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira. TIAGO PETINGA/LUSA

Governo quer manter apoios às empresas para evitar mais miséria e desemprego

Tradiio é a startup portuguesa escolhida para ir à Slush