Dinheiro Vivo TV

Análise Microsoft Surface Laptop 2. O portátil (quase) perfeito

A carregar player...

Nem todas as escolhas da Microsoft são pacíficas, mas o Surface Laptop 2 é uma grande execução do conceito de portátil moderno.

Numa altura em que quase todos os portugueses trazem um computador no bolso – leia-se, um smartphone -, o papel do portátil mudou um pouco nos últimos anos. Teve de tornar-se mais ágil, mais móvel e também mais atraente, tanto do ponto de vista técnico como visual.

Se sempre houve uma linha de computadores portáteis bem posicionada neste segmento, esse título pertence à Apple e aos seus Macbook. Durante anos foram o benchmark para quase todos os computadores portáteis existentes no mercado, até que a concorrência começou a responder à altura.

Uma das melhores respostas foi dada, imagine-se, pela ‘inexperiente’ Microsoft – a gigante norte-americana nunca foi de grandes aventuras na criação de hardware. Mas quando tomou essa decisão, fê-lo com vontade e de forma assertiva.

Leia também | O que valem as quatro lentes do Huawei P30 Pro? Damos a resposta

O primeiro modelo do Surface Laptop, lançado em 2017, já era bom e portanto as diferenças não são muitas: as principais mudanças estão no interior do equipamento, tendo as especificações sido adaptadas, sobretudo no processador, para os ‘tempos modernos’.

Apesar de todas as características positivas que o Surface Laptop 2 apresenta, também há alguns elementos negativos que persistem. Fique a conhecer melhor os prós e contras deste portátil no vídeo em cima.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mário Vaz, CEO da Vodafone Portugal  Fotografia: Orlando Almeida / Global Imagens

Mário Vaz. “Havendo frequências, em julho teríamos cidades 5G”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (C), durante a cerimónia militar do Instituto Pupilos do Exército (IPE), inserido nas comemorações do 108.º aniversário da instituição, em Lisboa, 23 de maio de 2019.  ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Marcelo: “Quem não for votar, depois não venha dizer que se arrepende”

Certificados

Famílias investiram uma média de 3,3 milhões por dia em certificados este ano

Outros conteúdos GMG
Análise Microsoft Surface Laptop 2. O portátil (quase) perfeito