Emprego

Candidaturas abertas para dar a volta ao mundo com salário de 2500 euros

An aerial view of a natural lake fed by a spring in the Amazon River basin near Manaus

Viajar pelo mundo é sempre gratificante. E mais ainda quando se concilia a possibilidade de desenvolver trabalho social durante a viagem e receber uma remuneração mensal de 2.500 euros, com todas as despesas pagas. A organização considera que este é o “melhor emprego do mundo”.

Já estão abertas as inscrições (que se realizam até dia 20 de julho) para a segunda edição do World Life Experience, que dá a oportunidade a 11 viajantes poderem conhecer 20 destinos nos cinco continentes – Brasil, Uruguai, Argentina, Chile, Perú, Colômbia, Costa Rica, Portugal, Espanha, Holanda, Alemanha, República Checa, Grécia, Tailândia, Camboja, Malásia, Indonésia, Japão, Austrália e África do Sul.

Leia também World LifeExperience: o português que está a viajar pelo mundo com 2.500€ mensais


Durante esta jornada, os participantes irão desenvolver trabalho social em organizações não governamentais locais (ONGs) nos diferentes países. Cada participante na viagem recebe ainda uma remuneração mensal de 2.500 euros, paga pelo World Life Experience, que também assegura as despesas da viagem.

“A primeira edição, já com dois meses de viagens e de tarefas efetivadas, está a ser um êxito e uma experiência de vida para o grupo de onze participantes”, explica António Dias, diretor-geral da World Life Experience. “O grupo já esteve em seis cidades diferentes, de cinco países, e trabalhou no reflorestamento, em projetos de permacultura direcionados para a sustentabilidade ambiental, integrou workshops com refugiados e cooperou em projetos de reconstrução. À medida que os participantes interagem com pessoas, dos lugares que vão percorrendo, consciencializam-se da diversidade social, ambiental e cultural que existe no Mundo.”

As candidaturas, a realizar em www.worldlifeexperience.com, têm uma taxa de inscrição de 9 euros revertendo 2,5 euros para as ONGs associadas ao World Life Experience. Os candidatos deverão ter entre 21 e 39 anos e devem corresponder ao seguinte perfil: ser responsável, empático, atencioso, tolerante, comunicativo, proativo, flexível, ter um nível intermédio de inglês e desejar trabalhar em grupo. Ainda em relação à seleção dos 11 participantes, estes deverão ser de várias nacionalidades e irão partilhar a viagem nas redes sociais.

Durante a jornada, a estadia em cada cidade será de duas semanas e terá um programa orientado para o trabalho social, mas também uma componente de lazer dirigida a atividades turísticas e culturais. Os 11 participantes, da 2ª edição do World Life Experience, vão realizar a viagem de 15 de janeiro a 27 de novembro de 2019, e terão 6 dias para explorar cada cidade, 6 dias para realizar trabalho voluntário com organizações locais e 3 dias de descanso em cada destino.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Vieira da Silva e Cláudia Joaquim
Fotografia: Leonardo Negr‹ão / Global Imagens

300 mil recibos verdes abrangidos pelas novas regras de desconto

José Filomeno dos Santos fotografado como presidente do Fundo Soberano de Angola. Fotografia: Medium

Filho de José Eduardo dos Santos está em prisão preventiva

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral. (Fotografia: José Coelho/ Lusa)

Caldeira Cabral anuncia abertura de Call para o Turismo com 18 milhões

Outros conteúdos GMG
Candidaturas abertas para dar a volta ao mundo com salário de 2500 euros